Como foi na Bienal do Livro SP 2016 [Parte 2]

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Ir para a Bienal durante a semana costuma ser bem mais vazio e fácil de circular, se comparado aos finais de semanas que são bem mais cheios. Mas em compensação costuma ser dia de visitação de escola, então você sempre encontra crianças e adolescentes de todas as idades por lá usando uniforme, seja em grupos seguindo um professor ou então sozinhos mesmo.

Eu acho maravilhoso que essas escolas organizem esses passeios com os alunos, levando à eventos literários e incentivando à leitura desde jovem. Eu realmente queria que minha escola tivesse investido mais nisso na época que eu estudava, mas os únicos passeios que ela costumava organizar, pelo menos para os alunos do ensino médio, era para o Hopi Hari.

31/08 (quarta-feira)


Nesse dia eu fiquei até tarde na Bienal por conta do bate-papo e da sessão de autógrafos que rolaria com a Carina Rissi e com a Pam Gonçalves. Como seria só de noite, nesse dia eu cheguei um pouco mais tarde, às 13h, e só saí de lá às 21h45. Sim, faltando só 15 minutos para a Bienal fechar, hahaha. Eu havia conseguido pegar a minha senha para a sessão de autógrafos pela Internet quando abriu, o que tinha sido um alívio porque as senhas se esgotaram em dez minutos.


O bate-papo iria rolar na Arena Cultural às 19h, mas já garanti meu lugar na fila que já tinha começado a ser formada às 18h. Quando finalmente pude entrar, consegui o meu lugar no puff bem na frente, o que me deixou muito feliz. Enquanto eu aguardava começar, tinha umas meninas sentadas atrás de mim conversando, elas tinham acabado de se conhecerem e falavam sobre livros que elas já tinham lido; foi então que uma delas contou o que ela achou do final do livro A Coroa, da Kiera Cass, e isso me deixou muito p*ta porque até então eu ainda não tinha lido esse livro, mas pretendia.

Acho muito mancada você já chegar falando o que achou do final de determinado livro sem antes perguntar para as pessoas se elas já leram e queriam ouvir, e também sem levar em consideração que você está num evento literário, cheio de pessoas que amam ler, e consequentemente sem saber se tem alguém ali perto que não quer saber, mas não podendo simplesmente NÃO ouvir. Não importa se o livro foi lançado naquele dia ou há séculos. As pessoas precisam tomar mais cuidado com os spoilers.


Finalmente começou o bate-papo com as lindas da Carina Rissi, que naquela Bienal estava lançando o livro Mentira Perfeita; e também com a Pam Gonçalves, que estava lançando seu primeiro livro solo, Boa Noite. O bate-papo foi mediado pela Karina Andrade, que é jornalista da Rádio Mix.

Eu adoro tanto a Carina (por causa dos livros maravilhosos dela) quanto a Pam (que me inspira muito através dos seus vídeos e que já falei sobre ela aqui no blog). Infelizmente para mim eu não pude comprar nenhum dos livros que elas estavam lançando, mas claro que eu não iria deixar isso me impedir de vê-las, principalmente porque eu ainda tinha os livros Encontrada e Destinado para a Carina autografar (os livros Perdida e Procura-se um marido, a Carina autografou na Bienal de 2014, mostrei AQUI).





Ao final do bate-papo, foram distribuídos livretos com o primeiro capítulo do livro Prometida, da Carina Rissi, que será lançado em outubro de 2016, junto com cartões que fazem referência a cada livro dela. Um amor <3



Fui então para a fila para pegar um autógrafo da Carina Rissi. Na última Bienal, em 2014, ela autografou meus livros Perdida e Procura-se um marido, que era só o que eu tinha até então na época. Esse ano eu adquiri os livros Encontrada e Destinado e levei para ela autografar. Infelizmente ela só podia autografar um livro por pessoa e pediu desculpas porque eu tinha os dois livros em mãos; eu disse para ela que não tinha problema, que eu iria vê-la novamente no domingo para ela autografar o outro.


Eu saí muito estranha na foto com a Carina, haha, mas não importa, eu estava muito feliz mesmo em falar com ela, abraçar ela, estar na presença dela, mesmo que por uns poucos instantes. Eu amo demais os livros dela e admiro muito ela como escritora, quero ler absolutamente tudo o que ela escrever, quero ter para mim todos os livros dela e claro que eu quero que ela autografe todos, hehehe.


Uma pena que eu não tinha o livro Boa Noite para a Pam autografar, mas mesmo assim eu queria ter tirado uma foto com ela, afinal sempre acompanhei ela pelo canal dela e sempre adorei os vídeos dela, mas não podia, apenas quem tinha o livro, o que foi uma pena. Na última Bienal, em 2014, eu topei com ela depois de um encontro de leitores e contei nesse post AQUI o quanto eu fiquei tremendo emocionada em vê-la pessoalmente, e na ocasião claro que eu pude tirar uma foto com ela de boa, e foi triste não ter acontecido de novo esse ano. Mas segue em frente, outras bienais virão e tenho certeza que vou encontra-la de novo para tirar outra foto, hahaha.


Quando saí de lá, comecei a andar rápido para ir embora, afinal já era 21:45h e a Bienal já ia fechar e eu ainda tinha que pegar o ônibus da Bienal, metrô e depois outro ônibus para voltar para casa. Mas por outro lado, a Bienal tão vazia assim me fez pensar nas inúmeras coisas que eu podia fazia, mas não tinha como por conta das filas e mais filas para tudo.

Pensei em correr até o estande da Editora Rocco para tirar aquela foto no mural do Harry Potter, mas achei melhor não arriscar porque o estande ficava muito longe da saída que era perto de onde eu estava, mas por outro lado, o estande da Editora Saraiva ficava ali pertinho, então não perdi tempo em ir até o trono de ferro que estava vazio, era a minha chance, afinal em horário normal costuma ter uma fila enorme para tirar foto no trono, hahaha.

Pedi então para uma menina qualquer que estava passando para ela me fazer o favor de tirar uma foto minha com meu celular e ela aceitou. Fiquei bem feliz com minha segunda foto no trono de ferro!



Obs.: Eu tirei algumas fotos na Bienal, mas infelizmente perdi todas as fotos da minha câmera. Por isso todas as fotos desse post foram retiradas do Flickr oficial da Bienal do Livro de SP.

Não deixe de conferir também a Parte 1 e a Parte 3 do meu passeio pela Bienal de 2016.

Espero que tenham gostado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo