[Desafio das 52 semanas] Semana 43: Músicas que eu não canso de ouvir:

segunda-feira, 26 de outubro de 2015


1. ...Baby One More Time, da Britney Spears
Claro que a primeira da lista não podia ser outra pessoa que não fosse a minha rainhaney Britney Spears. E apesar de ouvir milhares de vezes várias e várias músicas dela, para essa lista eu escolhi só uma, a primeira que ela lançou, que estourou e que a tornou o que ela é hoje. Essa música é um hino e já entrou para a história.





2. Cryin’, do Aerosmith
Se tem uma música que marcou fortemente a minha infância, é essa. Ela me lembra de quando eu era criança, meus pais tinham que trabalhar o dia inteiro e era a minha tia quem tomava conta de mim. Essa tia curtia várias músicas de rock, tinha vários discos e ouvia várias vezes, e foi com ela que eu passei a gostar de Aerosmith, em especial essa que me marcou fundo sem eu saber.




3. Born To Die, da Lana Del Rey
A Lana chegou já chegando com essa música que conquistou milhares de pessoas em todo o mundo, inclusive a mim. Que mulher linda, maravilhosa e que só faz umas músicas um pouco estranhas, confesso, mas muito legais de se ouvir, que me embalam e me distraem com muita facilidade. Curto demais!




4. Geração Coca-Cola, do Legião Urbana
Claro que também não podia faltar Legião Urbana nessa lista, a minha banda brasileira favorita. Meus pais eram muito fãs, tinham vários CDs e ouviam direto, então claro que eu peguei gosto e acabei gostando também. É difícil escolher uma só música dessa banda, afinal eu ouço várias vezes todas, mas se é para escolher só uma, vai essa mesmo que traz uma pegada bem “rock pauleira”, agitada, dinâmica e muito divertida.




5. Rolling In The Deep, da Adele
Confesso que não sou tããão fã assim da Adele, curto só uma música ou outra, mas essa em especial é uma das minhas favoritas. É muito gostosa de ouvir e de cantar junto, também adoro assistir vários covers que tem por aí no Youtube e é perfeita para cantar no karaokê junto com os amigos, não pode faltar, haha.




Bônus: Let It Be, dos The Beatles
Simplesmente não tinha com deixar essa música de fora da lista. Só passei a ouvir as músicas dos Beatles com dezoito anos, que foi quando comprarmos um apartamento perto da casa do meu tio que é muito fã e ele nos ensinou a gostar também, hoje em dia não sei como passei tanto tempo sem curtir. E essa música em especial é a minha favorita, tão linda, tão perfeita, passa uma mensagem tão bonita. Amo!

TAG: Meu Bichinho de Estimação – Garu

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

1. Qual é o nome do seu bichinho?
Garu. O nome veio do desenho da Pucca, no qual o ninja que ela é apaixonada se chama Garu. Na mesma época que conheci e viciei nesse desenho, foi quando adotei esse gato muito lindo, daí resolvi dar o mesmo nome.

2. Como você o adquiriu?
Aqui em casa nós só tínhamos uma gata, a Lylú, mas nós sempre estivemos acostumados e ter dois gatos em casa, nem mais e nem menos, daí falamos para todos os nossos amigos e parentes que queríamos adotar um gato que fosse macho e alaranjado. Daí o marido da minha prima falou que a gata da vizinha dele tinha acabado de dar cria, que ela estava doando, e que um dos gatinhos era macho e laranja. Não deu outra, nós falamos que queríamos e ele trouxe pra gente o Garu, o bebê mais fofo desse mundo!

3. Qual é a raça dele?
Indefinido, o famoso “vira-lata”, haha.

4. Qual é a idade dele?
O Garu nasceu em setembro de 2009, então hoje ele tem 6 anos.

5. O que ele faz que é engraçado/fofo?
Normalmente o Garu é um gato bem calmo e tranquilo, carinhoso e na dele. Ama receber carinho como ninguém, por vezes ele se joga na nossa frente, de barriga para cima, e começa a pedir carinho na barriga e pescoço dele, simplesmente não tem como resistir.

Mas tem vezes que do nada dá a louca nesse gato, parece que cresce instantaneamente dentro dele uma energia que ele precisa liberar, daí ele começa a correr pela casa desenfreadamente, sobe no sofá, pula no beiral, pula por cima da Lylú (que arregala os olhos com esse gato doido, haha). É bem engraçado de se ver.

6. Quais as manias dele?
Se toda a família (eu, meus pais e irmãs) estivermos reunidos na sala assistindo algum filme, o Garu vem junto para deitar conosco no sofá. Se estivermos almoçando na cozinha, ele vem atrás para comer também a ração dele e deitar no chão, nos olhando. Se cada um estiver no seu quarto, o Garu escolhe um de nós para deitar conosco na cama. Ou seja, ele é um gato que não gosta de ficar sozinho, ele quer sempre a companhia de alguém, de preferência recebendo carinho dessa pessoa, haha.

7. O que de estranho ele gosta de brincar?
Qualquer coisa pequena que se mexa o Garu gosta de perseguir, desde os passarinhos na árvore que ele fica só observando (tem tela nas janelas, então ele não sai de casa), passando por qualquer inseto, até uma simples fitinha. Ele se diverte com qualquer coisa menor do que ele.

8. O que ele não gosta que faça com ele?
Ao contrário da Lylú que gosta de receber tapas de brincadeira, o Garu já pensa bem diferente. Uma vez demos um tapa bem leve na bunda dele e ele lambeu o local e saiu de perto, ou seja, não gosta nem um pouco desse tipo de brincadeira. O negócio dele é receber carinho, quanto mais, melhor.


[Desafio das 52 semanas] Semana 42: Quer acertar no meu presente? Então me dê...

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

1. Livros
Amo demais livros, meu sonho é ter um escritório com as paredes cheias de estantes de livros (ainda vou realizar esse sonho). Mas não é qualquer livro que eu leio, e eu não gostaria nem um pouco de ter algum livro que eu não gostei ocupando espaço no meu quarto (que já é bem pequeno), portanto, para não errar, eu atualizo sempre minha estante no Skoob com os livros que eu quero muito ter. Se você me der qualquer um desses livros dessa lista, você me fará a pessoa mais feliz do mundo.



2. Chocolate
Já pedi esse item são simples que é chocolate como presente de aniversário, ganhei e virei a pessoa mais feliz do mundo. Amo de paixão chocolate, sou viciada, eu considero esse um super presente, não tem como errar!



3. Flores
Não ganhei tantas flores assim ao longo da minha vida, mas todas as poucas vezes que ganhei de alguém, fiquei mega feliz. Considero esse gesto de me darem flores como o quanto a pessoa gosta de mim, o quanto se preocupa comigo, o quanto sou importante para ela, e isso não tem preço nenhum, é bastante tocante e emocionante.



4. Chaveiros e bottons
Sim, eu adoro chaveiros e bottons. Tenho vários, mas gostaria de aumentar a minha coleção mais e mais. Gosto de colocar em todas as minhas bolsas, mochilas e blusas jeans, acho tão estiloso, e para mim nunca é demais. Pode ser de qualquer coisa fofa, estilosa, de meus filmes, séries, cantores e bandas favoritos, enfim, de qualquer coisa que eu gosto. Com certeza eu vou amar!



5. Coisas relacionadas a Harry Potter
Como eu amo Harry Potter, eu adoro ganhar absolutamente qualquer coisa que tenha a ver com a série, sejam joias, acessórios, objetos de enfeite, bonecos, almofadas, roupas, enfim, qualquer coisa mesmo.

[Desafio das 52 semanas] Semana 41: As coisas mais difíceis num relacionamento amoroso são:

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

1. Aceitar as diferenças
Você não vai encontrar nenhuma pessoa no mundo que será 100% igual a você, com todos os mesmos gostos que você. Ainda bem! Quando duas pessoas gostam sempre das mesmas coisas, elas começam a achar que apenas aquilo de que gostam é o certo e todo o resto desconhecido é errado. Agora, quando a outra pessoa gosta de coisas diferentes que você, tanto ela quanto você podem conhecer coisas totalmente novas um com o outro, e isso é lindo.


2. Saudades
Eu acho maravilhoso sentir um pouco de saudades do parceiro, é saudável. Quando vocês se veem todos os dias, a relação se desgasta muito mais rápido. Agora, quando vocês passam alguns dias se ver (por conta de trabalhos e estudos), vocês se permitem sentir falta um do outro, e aí quando vocês finalmente marcam de se ver, a saudade já é tão grande que o reencontro acaba sendo muito marcante.


3. Confiança
Eu acho que quando estamos num relacionamento amoroso, a confiança é primordial para dar certo, caso contrário, se você vive desconfiada do parceiro estar fazendo algo errado, como traição, por que você está com essa pessoa então? Quando se tem confiança, os dois ficam tranquilos, seguros, em paz. E se o outro quebrar a confiança de alguma maneira, o errado é ele, e não você.


4. Distância
Acho isso uma das coisas mais difíceis de se lidar num relacionamento, quando há uma distância muito grande entre você e seu parceiro, tão grande a ponto de não ser possível ser percorrida todos os dias. É sim difícil, mas não impossível. Quando o casal tem inteira confiança e amor um pelo outro, acredito que é possível um relacionamento se sustentar. Nesse caso, ambos teriam que se esforçar em dobro para se verem, mas quando se amam de verdade, vale a pena todos os quilômetros que os separam.


5. Equilíbrio
Não seja egoísta achando que seu parceiro fará tudo por você, e também não viva os seus dias apenas fazendo tudo para o seu parceiro. Num relacionamento, deve haver uma troca equilibrada entre os dois. Não coloque a sua vida ou a dele em primeiro plano, mas sim as duas juntas, nem mais um e nem menos outro. Ambos devem dar e receber na mesma medida. Equilíbrio entre os dois é fundamental.

[+QP] Mas era pra gente estar junto nessa

quarta-feira, 7 de outubro de 2015
Foto: Franciele Teix

Eu sei perfeitamente bem que nem eu devia nada a você e nem você me devia nada, mas eu não vou mentir e dizer que não tinha esperanças, lá no fundo, que nós dois passássemos a dever satisfações um ao outro. De uma maneira saudável, claro.

Tenho certeza que nós dois teríamos nos ajudado muito, pois ambos estávamos precisando muito. Era só uma questão de tempo e convivência até nós confiarmos o suficiente um no outro para nos abrirmos e nos ajudarmos, nos apoiarmos. Todos temos anjos e demônios dentro de nós, é normal. Todos sentimos necessidade de compartilhar tudo isso, as alegrias e tristezas, conquistas e derrotas, com outra pessoa; e todos também temos necessidade de ouvir e comemorar ou ajudar da maneira que puder, tudo isso faz parte de uma convivência a dois.

Eu queria ter compartilhado o meu mundo com você, queria ter confiado o suficiente em você para fazer isso, queria ter tido tempo para te conhecer melhor e descobrir se você estaria de fato disposto a me ajudar ou não. Queria tanto alguém de confiança, alguém que não me julgasse, mas sim se colocasse no meu lugar para tentar entender o que digo. E eu queria que essa pessoa tivesse sido você. E vice-versa. Eu também queria que você tivesse confiado em mim o suficiente para se abrir de verdade, eu me preocupo com você, e se tem uma coisa que eu não faço de jeito nenhum é julgar as atitudes das pessoas que eu me preocupo, muito pelo contrário, eu sinto a necessidade de ajudar da maneira que puder, não importa o que seja.

Enfim, éramos para nos apoiarmos mutuamente, era para confiarmos cegamente um no outro, era para nos sentirmos tranquilos ao saber que sempre poderemos encontrar conforto um no outro sempre, não importa o que aconteça, era para a gente estar junto nessa.

Infelizmente não deu certo, não foi dessa vez que nem eu e nem você encontrou alguém em quem confiar. É uma pena, mas a vida tem dessas coisas, às vezes acontece e não há nada que nenhum de nós pode fazer para mudar isso. Insistir seria pior, por isso é melhor deixar ir. Eu não te culpo por não termos dado certo e espero que você também não me culpe. Ninguém tem culpa. Só desejo a nós dois que ambos encontremos alguém nessa vida que nos apoie e em quem confiemos, alguém que nos faça feliz para seguir junto sempre.

Renata Carvalho
(09.12.2015)

O +QP (Mais Que Palavras) é um grupo no facebook que propõe temas mensais de escrita para desenvolvermos mais nossa criatividade na hora da dissertação de textos, contos, crônicas, poesias e o que mais quisermos. É um empurrãozinho para sairmos da nossa zona de conforto e nos aventurarmos a bolar textos cada vez mais elaborados e criativos. Todo mês é selecionado um tema ou um roteiro, mediante votação, e você tem até o último dia do mês para publicar seu texto no seu blog. Para saber mais, conheça o grupo.

[Desafio das 52 semanas] Semana 40: Meus “cheiros” preferidos são:

segunda-feira, 5 de outubro de 2015


1. Chuva
Eu adoro quando chove, quanto mais forte for a tempestade, melhor o meu humor. Melhor ainda quando a chove sob plantas, grama, arbustos, flores, árvores e se desprende um cheiro único de plantas molhadas, além de ficarem muito mais bonitas. Chuva é tudo de bom, seja no calor ou no frio.



2. Incenso
Gosto de colocar o incenso para queimar no meu quarto, quando preciso dormir e não consigo relaxar. O cheiro é muito bom, relaxante, tranquilizante. Sempre me sinto em paz.



3. Chocolate
Não tem cheiro mais afrodisíaco do que o do chocolate. Eu amo esse cheiro, sou capaz de fazer qualquer coisa por ele, por vezes quando as pessoas não sabem o que me dar de presente de aniversário, eu peço chocolate que já me deixa muito feliz. Então fica a dica!



4. Livro novo ou bem velho
Os livros têm um aroma único que não sei muito bem como explicar, apenas (literalmente) sentir. E o cheiro deles muda com o passar do tempo, pelo cheiro podemos dizer quando o livro é novo ou bem velho, sem nem ver ou tocar, e amo todos eles.



5. Bolo recém-feito
Esse cheiro eu costumo sentir quando vou visitar a minha avó e ela faz bolo, também sinto em época de natal, quando várias tias começam a fazer bolo para a ceia de natal. É um cheiro que lembra bastante a minha infância e que gosto muito até hoje. Ainda quero aprender a fazer bolos tão bons como os da minha avó e das minhas tias.

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo