[Rotaroots] 10 coisas que aprendi com relacionamentos

quinta-feira, 25 de junho de 2015
Este post faz parte do Rotaroots, um grupo no facebook de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. São propostos memes e blogagens coletivas mensais, e você tem até o último dia do mês para publicar no seu blog. Não é obrigatório participar de todos. Para saber mais, conheça o grupo.

» Relacionamentos atuais, antigos, que terminaram bem, que terminaram em briga... ninguém sai de um relacionamento com a sensação de que perdeu o tempo 100%, né? Compartilha com o mundo as suas 10 principais lições.

Para esse post resolvi abranger todos os tipos de relacionamentos que tive: amorosos, de amizade, familiares, no trabalhos etc. Com todas as pessoas com quem convivo ou já convivi.

Fonte: Ana Paula Buzzo

1. AME A SI MESMO
Amor próprio não é egoísmo. Tenha amor e compaixão por você mesmo, faça o que te faz feliz, independente da opinião de qualquer coisa ou pessoa. É a sua vida que está em jogo, então não deixe ninguém decidir as coisas por você, tome as rédeas da sua própria vida. Estar bem consigo mesmo é fundamental, liberte-se daquilo que não te faz bem, pois mais ninguém vai fazer isso por você.

2. APRENDA A CEDER
Quando se está num relacionamento (seja de amor, amizade ou familiar), entenda que as coisas não giram ao seu redor. É preciso levar em consideração o outro também, é preciso haver um equilíbrio. Então não seja egoísta e obrigue que os outros façam tudo do jeito que você quer, leve em consideração a opinião de todo mundo, e juntos, decidam o que é melhor. Tenha a mente aberta para ouvir e aceitar a opinião do outro, se ele tiver argumentos melhores do que o seu, e lembre-se que ceder quando necessário é preciso.

3. NÃO MUDE O SEU JEITO DE SER POR NINGUÉM
Quem nunca tentou fingir que era alguma coisa que na verdade não é só para tentar impressionar alguém? Isso não vale a pena. A pessoa pode vir a se aproximar de você por causa daquela característica que na verdade você não tem, e mais tarde, como é que isso fica? É inevitável a pessoa descobrir mais tarde, uma hora a mentira vem à tona, ninguém consegue esconder para sempre. Portanto, seja sempre você mesmo para que desde o início a pessoa te conheça como você é.

4. OUÇA COM ATENÇÃO
É fato que hoje em dia as pessoas querem mais falar e serem ouvidas, mas nunca querem ouvir o outro. Uma pessoa conta uma coisa que aconteceu com ela, a outra pessoa além de só ouvir pela metade, ela não comenta o comentário, já vai logo falando de alguma situação parecida que aconteceu com ela. É tudo eu, eu, eu; nunca o outro. Quando você conta a uma coisa, você não quer que o outro que está ouvindo interaja? Faça perguntas, comente o que você disse, acrescente algo? Então faça isso com os outros para que também façam com você.

5. SE COLOQUE NO LUGAR DO OUTRO
Isso é uma coisa que eu procuro fazer sempre e que vejo que quase ninguém faz. Existe muito egoísmo por aí, pessoas que só pensam em si mesmas, e não levam em consideração a outra pessoa. Por exemplo, se você sabe que uma determinada pessoa é tímida e vocês estão numa rodinha de amigos, não faça piadas do tipo “olha gente, ele ficou vermelho”. É mais do que óbvio que a pessoa, por ser tímida, não quer chamar atenção para si, e que esse tipo de coisa é constrangedora para ela. Por isso, pense como o outro se sentiria antes de fazer qualquer coisa.

6. NUNCA PENSE QUE VOCÊ VAI MUDAR ALGUÉM
Assim como você não quer que venha alguém e comece a mudar a sua vida de acordo com o gosto dela, não faça também isso com os outros. É claro que se alguém tem alguns péssimos hábitos, você pode tentar conversar com ela, mas se a pessoa não quiser mudar, não é você que vai conseguir convencê-la. Cada um tem o seu jeitinho de ser e é isso que a torna única. Aceite isso.

7. APRENDA COM OS ERROS DOS OUTROS
Você não precisa aprender apenas com os seus erros, é possível aprender com os erros dos outros também. Tente entender o que a outra pessoa fez de errado para que uma determinada coisa não desse certo. Ao descobrir o problema, vá e faça diferente, de um jeito que você acha que pode dar certo.

8. PACIÊNCIA É FUNDAMENTAL
Pessoas são diferentes, com ritmos e pensamentos diferentes. Pois isso, pode ser que nem todo mundo seja rápido igual a você, ou tenha os mesmos pensamentos que você. Então, ao invés de se estressar com pensamentos e atitudes diferentes dos seus, aprenda a aceitar o estranho, o desconhecido. Quem foi que disse que o seu jeito de andar rápido é o certo e a outra pessoa que anda lentamente é errado? E se a outra pessoa estiver com dificuldades para andar ou mesmo está apreciando a paisagem? Por isso, tenha sempre paciência porque se estressar não vale a pena.

9. CADA UM PRECISA DO SEU ESPAÇO
É fundamental tanto estar junto das pessoas, quanto ficar sozinho. É aí que entra novamente o equilíbrio. Tirar um tempo para si mesmo é muito bom, fazer o que você quiser fazer, sem ter que ficar dando satisfações para ninguém. Se você preza por esses momentos, respeite os momentos dos outros também. Se a pessoa diz que quer ficar sozinha, isso não significa que ela está cansada de você, significa apenas que ela quer ficar sozinha consigo mesmo, colocar pensamentos em ordem, fazer coisas que só ela gosta de fazer.

10. SAIA DA ROTINA
Temos um péssimo hábito de cair na rotina porque ela é segura, conhecida, fácil. Experimente coisas novas, quem sabe você descubra coisas novas que acaba gostando? Faça um caminho diferente até o trabalho/escola/faculdade, sente do outro lado no ônibus, se te der vontade de fazer algo, não fique apenas na vontade, não se priva, vá e faça, seja feliz, crie boas lembranças desse jeito e boas história para contar mais tarde. Sair da rotina torna a vida muito mais feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo