[Desafio das 52 semanas] Semana 13: Fico sem graça quando…

segunda-feira, 30 de março de 2015

1. ...vou cumprimentar alguém e fico no vácuo.
É constrangedor quando vou cumprimentar alguém, seja abraçando ou dando beijo no rosto, e a pessoa não me viu e continua sua conversa, me deixando no vácuo. Eu até tento disfarçar e fingir que nada aconteceu, mas pior é quando outra pessoa reparou no meu vácuo e esse “ser” PRECISA alardear pra todo mundo que eu fiquei no vácuo. Nunca façam isso!

2. ...alguém me elogia.
Morro de vergonha quando alguém me elogia, eu nunca sei o que fazer, só sorrir feito boba e corar nitidamente. Sou muito humilde e não saio me gabando dos meus feitos. Sou aquela pessoa que gosta de ficar na sua e não chamar atenção, daí quando vem alguém me elogiar pra outras pessoas na minha frente, e essas pessoas olham pra mim, quero me enfiar num buraco.

3. ...cantam parabéns pra mim no meu aniversário.
Várias vezes meus familiares e meus colegas da escola cantaram parabéns pra mim no meu aniversário. Vocês já devem ter percebido que eu morro de vergonha de ser o centro das atenções, portanto esses momentos são muito constrangedores pra mim. Fico muito feliz e agradecida por esse gesto, mas não consigo evitar ficar com vergonha. Eu não sei o que fazer. Não faz sentido eu também bater palma pra mim mesma, então o que fazer com as mãos? Hahaha

4. ...não me lembro de alguém que vem falar comigo.
Quando chega alguém em mim e fala “Oooi Renata, nossa quanto tempo! Como você está?”. Eu não sei o que fazer. A pessoa chegou em mim toda animada e eu vou cortar o barato dela dizendo que não me lembro dela? Mantenho a conversa como se a conhecesse? Eu respondo que estou bem e tal, mas normalmente eu não consigo disfarçar e fico com aquela expressão de dúvida tão nítida que a pessoa acaba percebendo e diz “Você não se lembra de mim, não é?”. E é aí que eu preciso rir e admitir que não me lembro.

5. ...preciso falar em público.
O meu maior pesadelo! Se só conversar com um desconhecido já fico sem graça, imagina então falar pra um grande público? Eu começo a suar, minhas mãos tremem e eu começo a gaguejar mais do que nunca. Me sinto pressionada nesse tipo de situação, não consigo organizar na minha cabeça o que tenho pra dizer, o que acaba me dando um branco enorme. Enfim, um momento que prefiro evitar ao máximo.


Um comentário:

  1. Oi Renata!
    Da sua lista, pra mim, as piores são falar em público e não lembrar de alguém. Tão constrangedor né?
    Falar em público eu estou trabalhando nisso, pois apresento muitos seminários na faculdade e no estágio, mas mesmo quando tem poucas pessoas assistindo, continuo com vergonha haha.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo