[Resumo do Mês] Abril de 2014

quarta-feira, 30 de abril de 2014


Eu insisto em todo final de mês prometer pra mim mesma que no mês seguinte eu vou fazer mais postagens para o blog, mas sempre acabo falhando miseravelmente. Eu tenho que parar de me cobrar tanto e só deixar as coisas fluírem naturalmente. Se tiver postagem, ótimo. Se não tiver, paciência, não era para ser.

Mas mesmo com as poucas postagens, eu notei um leve crescimento no número de visitas no blog, e vocês não sabem o quanto isso me deixou feliz! As visitas por vezes deixam comentários tão fofos que esse simples gesto já faz o resto do meu dia feliz, vocês não tem noção. Pode ser pouca coisa, mas pra mim significa muito.

E esse mês ao menos eu dei início a uma categoria aqui no blog que eu estava planejando fazer a muito tempo, a de seriados, onde farei um breve resumo e comentários de cada temporada. Costumo assistir seriados desenfreadamente, é minha paixão. <3

E por enquanto é isso, vamos conferir as postagens de abril (que não foram muitas):


Literatura:
Amante Revelado (Irmandade da Adaga Negra #4) – J.R. Ward

Seriado:

Vídeo:

Rotaroots:
• [Blogagem Coletiva] Discos da minha vida

Outros:


Livros lidos em Março: 3

15/04: A Seleção (A Seleção #1) – Kiera Cass Reli
21/04: A Elite (A Seleção #2) – Kiera Cass Reli
29/04: Amante Vingado (Irmandade da Adaga Negra #7) – J.R. Ward


Follow Me:

[Meme] 5 personagens que marcaram minha vida

sábado, 26 de abril de 2014
Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Esse meme foi sugestão da Larissa Ventura.
Falar de cinco personagens que mais me marcaram porque eu me identifiquei com elas ou que eu queria ser. Vale quadrinhos, filmes, novelas, livros, uma figura histórica etc.



AMÉLIE POULAIN (O Fabuloso Destino de Amélie Poulain)
Esse filme é muito fofo, por isso é tão conhecido e famoso. Mas particularmente, quanto mais assisto, mais fico surpresa ao descobrir o quanto tenho em comum com a Amélie. Eu diria que se minha vida fosse um filme, seria esse. Ela é uma pessoa muito boa que vive ajudando os outros, mas seu defeito é não pensar um pouco em si mesma também. Ela tem medo de seguir a própria felicidade.


CAROLINE FORBES (The Vampire Diaries)
Enquanto todo mundo fica tentando se decidir se a Elena deve ficar com o Stefan ou o Damon, eu fico aqui na dúvida se a Caroline deve escolher o Tyler ou o Klaus. Que menina sortuda! Mas mais do que isso, eu diria que ela é o alívio cômico do seriado, o que deixa tudo mais leve e engraçado. Sempre cheia de vida e disposição, Caroline é muito animada e uma amiga incrivelmente fiel.


GINA WEASLEY (Harry Potter)
Muita gente não gosta dela. Talvez porque acha que o Harry devia ter ficado com a Hermione ou talvez porque a atriz que a interpretou (Bonnie Wright) não tenha dado a vida que a personagem tinha nos livros. Mas particularmente sou fã da Gina desde o primeiríssimo livro da série. Eu adorei a menininha ruiva que apareceu pela primeira vez na estação King’s Cross e fiquei torcendo a série inteira para que ela ficasse com o protagonista (imaginem a minha felicidade quando isso finalmente aconteceu). E sem contar que ela é destemida, corajosa e a pessoa exata que o Harry precisava.


PHOEBE BUFFAY (F.R.I.E.N.D.S)
Meus pais sempre me falaram que eu era parecida demais com a Phoebe, e tenho que concordar com eles. Meio lunática, boba, mas muito amiga e engraçada. Nós duas somos até mesmo magras, altas e temos cabelo loiro e comprido. Não toco violão como ela, mas se tocasse, pode ter certeza que faria apresentações iguais a ela, porque não canto muito bem. hahaha


HAY LIN (WITCH)
Acompanhei demais os lançamentos mensais da revista WITCH quando eu era adolescente. E pelo signo, eu era a Hay Lin, elemento ar. Pelas histórias, pude mesmo perceber muitas semelhanças. Super fofa, amiga, criativa, inocente, um pouco tímida. Saudades das histórias em quadrinhos.


Follow Me:

[Blogagem Coletiva] Discos da minha vida

sexta-feira, 18 de abril de 2014
Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Achei difícil esse tema porque eu devo ser a única pessoa no mundo que nunca foi colecionadora de discos e CDs.
Para falar a verdade, eu não me lembro muito bem o que eu curtia antes dos meus 18 anos, que foi quando eu mudei de casa e fui morar mais perto do meu tio que é apaixonado por Beatles e outras bandas de rock, e foi com ele que fui conhecer essa variedade que existe por aí.

Mas nesse post vão só os CDs que eu curti antes dos 18 anos, na minha infância e adolescência.
O que eu curtia era só uma música ou outra de algum cantor e banda, mas não o CD ou disco inteiro.


Legião Urbana / Renato Russo


1. Legião Urbana / 2. Dois / 3. Que País É Este / 4. As Quatro Estações / 5. V / 6. O Descobrimento do Brasil / 7. A Tempestade / 8. O Último Solo / 9. Equilíbrio Distante / 10. Renato Russo Presente

Quando eu digo que meus pais tiveram TODOS os CDs listados acima, eu juro que não estou brincando. Eles realmente tiveram todos esses. Sempre foram muitos fãs mesmo da banda Legião Urbana e do Renato Russo, faziam questão de comprar todos os CDs que conseguiam colocar as mãos. Nunca tiveram todos os CDs lançados, mas chegaram perto.

Começaram colecionando os discos de vinil (que temos aqui em casa até hoje), mas depois, nos anos 90, começam a comprar os CDs, mesmo os dos discos que eles já tinham.

Para se ter uma ideia, eles eram tão fãs do Renato Russo, que resolveram dar esse nome ao primeiro filho deles, ou seja, eu. Se nascesse menino, seria Renato, e se nascesse menina, seria Renata. Foi daí que veio o meu nome.

E como era de se esperar, de tantas vezes que eles ouviam esses CDs, eu também acabei adorando cada um deles e passei a ouvir direto com eles. Até hoje sei de cor todas as músicas existentes e meu amor por essas músicas não diminuiu nem um pouco com o tempo, eu não consigo enjoar, as músicas são maravilhosas demais. E não sou só eu, minhas duas irmãs mais novas também são loucas por tudo isso.

Xuxa


1. Xou da Xuxa / 2. Xegundo Xou da Xuxa / 3. Xou da Xuxa 3 / 4. Tô de Bem com a Vida

Quem não era apaixonada pela Xuxa, não é verdade? Simplesmente fez a minha infância. Eu não cheguei a ter os discos ou CDs dela, mas minhas primas mais velhas tinham, então eu e todas as outras primas (e às vezes os primos) costumávamos ir na casa delas para passarmos horas cantando e dançando todas as músicas. Era muito divertido.

No meu aniversário de 1 anos tocou praticamente só Xuxa, e eu vi no vídeo as primas dançando junto com minhas tias mais novas. Fez muito sucesso mesmo.

Enya


1. Paint the Sky with Stars

Talvez muitos de vocês não conheçam a Enya, mas meus pais tinham esse CD que costumavam ouvir muito, e claro que eu acabei sendo influenciada também. Não chegamos a ser fãs dela tanto assim a ponto de comprar todos os CDs, mas meus pais compraram esse CD dela com as coletâneas de maiores sucessos dos primeiros álbuns que acabou sendo ouvido várias e várias vezes aqui em casa.

Minha irmã mais nova e eu costumávamos dar grandes festas para nossos bichinhos de pelúcia ao som de Enya, até mesmo casamentos entre eles. Estão todos casados até hoje. Hahaha
É que as músicas são muito intensas, trilha sonora perfeita de grandes acontecimentos.

Spice Girls


1. Spice / 2. Spiceworld

Também fez muito sucesso nos anos 90, e claro que eu não podia ficar de fora. Quem nunca se juntou com as amigas ou primas e cada uma escolheu ser uma Spice Girl para fazer algum “show” para a família?

Eu queria ser a Emma, achava justo porque eu era a única loira entre minhas primas, mas uma prima minha também queria ser ela, brigávamos por causa disso. As outras primas me convenceram então a ser a Geri, dizendo que ela era mais legal, mais divertida e era ruiva. Apesar de não parecer muito com a Geri, acabei indo na onda das primas e aceitei.

É o Tchan


1. Na Cabeça e Na Cintura / 2. É o Tchan do Brasil / 3. É o Tchan no Hawaí / 4. É o Tchan na Selva

Pois é, quando era criança eu me acabei de dançar É o Tchan. Sempre achei axé muito divertido para dançar, tem passos que devem ser seguidos, de modo que todo mundo fique igual. Pra falar a verdade, até hoje em dia, nas festas em família, alguém coloca algum axé pra dançar.

É o Tchan estourou na década de 90. Apesar das letras serem cheias de malícia, uma criança não entende absolutamente nada do que querem dizer, ela só quer saber de dançar e se divertir na mais pura inocência e ingenuidade. Esse foi o meu caso.

Mamonas Assassinas


1. Mamonas Assassinas

Muita gente curtiu Mamonas Assassinas e eu não fui diferente. As músicas muito divertidas que dava para se jogar de cabeça com os amigos enquanto dança e rir muito. Até hoje eu tenho esse CD e de vez em quando eu ainda escuto. É muito bom.

Rouge


1. Rouge / 2. C’est La Vie / 3. Blá Blá Blá

Aqui começa os CDs que ouvi na adolescência. Eu tinha 11 anos quando foi lançado Rouge, fui uma das que acompanhei todo o programa pela televisão e vi cada uma das cinco meninas serem selecionadas.

Assim como aconteceu com Spice Girls, cada uma das meninas da minha escola queria ser uma quando eu estava na quinta série. Me juntei com outras quatro meninas da sala e eu acabei sendo a Fantini, planejávamos nos apresentar no sarau da escola no final do ano, mas isso não aconteceu desse jeito. No final, todas as meninas da sala dançaram no sarau, ninguém era ninguém e ao mesmo tempo todo mundo era todas.

Britney Spears


1. ...Baby One More Time / 2. Oops!... I Did It Again / 3. Britney / 4. In The Zone

Falando-se apenas da adolescência, esses CDs foram os que eu ouvi de me acabar repetidas vezes, mas a verdade é que eu curto todos os CDs da Britney até hoje lançados, sem exceção.

Não vou ficar falando do meu amor pela Britney porque senão o post ficaria muito maior do que já está, mas preciso falar que ela logo se tornou o meu maior ícone da música pop, o meu maior vício, a que me fazia mais mergulhar profundamente no ritmo contagiante e esquecer completamente o mundo ao meu redor.

Adoro muito pop, e para mim a Britney é a que melhor representa esse estilo. Muitos anos se passaram e o meu amor por ela continua firme e forte. De vez em quando hoje eu ouço os primeiros sucessos dela e ainda costumo pirar com a perfeição do ritmo, das letras, das coreografias, com tudo.

Christina Aguilera


1. Christina Aguilera / 2. Stripped / 3. Back to Basics

Não fui fã da Cristina tanto quanto da Britney, mas como não pirar com o vozeirão dela que deixa todo mundo impressionado? Algumas músicas dela são boas e eu curto até hoje, mas o que costuma me deixar mais impressionada é a voz forte que ela tem. É muito talento para uma pessoa só!

Avril Lavigne


1. Let Go / 2. Under My Skin

Não cheguei a me tornar “adolescente rebelde” igual a Avril quando ela surgiu, pegando a gravata do pai, usando boné e andando por aí de skate, mas gostava bastante das músicas dela. Muitas tarde gostosas, estando no meu quarto sem nada para fazer, só folheando revistas e ouvindo as músicas bem alto.

Evanescence


1. Fallen

E eu que pensava que quem escutava Evanescence era gótico. Hahaha
E na época eu não me considerava gótica, nunca fui disso, sempre fui patricinha demais para isso, mas mesmo assim eu adorava as músicas dessa banda e cantava junto até ficar rouca. Não sei que fim levou o CD que eu tinha, mas antes de sumir, eu copiei as músicas para o meu computador, e depois passei para meu MP4 que ganhei aos 17 anos e estão lá até hoje.


Follow Me:

[Literatura] Amante Revelado — J.R. Ward

terça-feira, 15 de abril de 2014
Série: Irmandade da Adaga Negra #4

Título original: Lover Revealed
Autor: J.R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance/Hot/Sobrenatural
Ano: 2010
Páginas: 495
ISBN: 9788579301605
Lido em: Fevereiro de 2014
Nota: 
Sinopse: Butch O'Neal é um lutador por natureza. Ex-policial da divisão de homicídios, durão, ele é o único humano que já foi admitido no círculo da Irmandade da Adaga Negra. E deseja mergulhar ainda mais fundo no mundo dos vampiros, na guerra contra os redutores. Não tem nada a perder. Seu coração pertence a uma vampira, uma beldade aristocrática inatingível para ele. Se não pode ter Marissa, então, pelo menos, quer lutar lado a lado com os Irmãos. O destino o amaldiçoa realizando precisamente o seu desejo. Quando Butch se sacrifica para salvar um vampiro dos assassinos, cai vítima da força mais sinistra dessa guerra. Deixado para morrer, é encontrado por um milagre, e a Irmandade recorre a Marissa para trazê-lo de volta. Mas, mesmo o seu amor pode não ser suficiente para salvá-lo...

AVISO: Há spoilers dos livros anteriores.

Amante Revelado é o quarto livro da série Irmandade da Adaga Negra e dessa vez vai contar a história de Butch e Marissa.
Embora também tenhamos uma grande participação do Vishous.

Butch é o policial humano que se juntou à irmandade dos vampiros e sente que finalmente encontrou o lugar a que pertence. Agora ele está sempre perto de pessoas que gostam dele, mas ninguém mais do que Vishous que se tornou seu melhor amigo.
Mas nem tudo está bem em sua vida. Butch sente um vazio por dentro e sabe muito bem que isso é causado pela falta que Marissa faz em sua vida. Ela ainda insiste em não vê-lo e não dá nenhuma explicação para essa atitude

Nessa guerra entre os vampiros guerreiros e os redutores, Butch acaba sendo pego e não só é torturado, como também o próprio Ômega coloca algo de si dentro do policial, e depois o soltam.

Marissa realmente não entende o motivo de Butch nunca tê-la procurado nesses últimos tempos em que esteve doente, mas imagina que o policial perdeu o interesse nela, para sua grande tristeza. Por isso, sua surpresa é muito grande quando é chamada por Vishous para amparar Butch que está gravemente ferido na clínica de seu irmão Havers.
O reencontro depois de tanto tempo sem se verem ou falarem é intenso, principalmente depois de ambos deixarem claro o motivo de seus sumiços, e parece que a atração que sentiam um pelo outro não diminuiu, pelo contrário, aumentou drasticamente e agora eles acabam se apaixonando um pelo outro.

Muitas coisas são postas à prova nesse livro, problemas e dúvidas, além do passado e da situação atual em suas vidas e como lidar com tudo isso.
Eles querem ficar juntos, mas Butch ainda é humano e Marissa precisa se alimentar de um macho. Ele insiste para que ela beba dele, e embora a tentação seja grande, ela resiste, pois sabe que seria capaz de suga-lo até mata-lo, pois seu sangue de humano é fraco e ela está faminta.
Marissa é obrigada a procurar Rehvenge (irmão de Bella) para se alimentar, o que o deixa com a esperança de conseguir convencê-la a casar com ele, isso para extremo ciúme de Butch.

Nesse livro ficamos sabendo mais sobre a família de Butch que ele não vê há muitos anos porque todos o odeiam. A culpa que ele sente pela morte de sua irmã Janie, o tanto que seu pai o desprezava e sua irmã Joyce que hoje está casada e é mãe, mas continua culpando-o.
Marissa vem de uma família com uma longa linhagem aristocrática. Uma vida na qual ela já não se sente bem, mas sua situação ainda piora quando seu irmão a põe para fora de casa faltando meia hora para o sol nascer.

Vishous se sente feliz por Butch e Marissa, embora sinta uma leve dor no peito, uma sensação de que está perdendo seu melhor amigo e começa a se sentir sozinho. Ele acreditava que Butch seria apenas dele e mais ninguém. Que ficariam juntos sempre, apenas os dois.

Além da história de Butch e Marissa, temos também John que está tendo aulas junto com outros jovens da sua idade que vão passar pela transição e talvez um dia serem grandes guerreiros.
John se sente solitário por Tohrment ter desaparecido e sofre muito com isso, por vezes acreditando que o guerreiro o deixou definitivamente. Ele tem pressa para passar pela transição e se tornar um macho vampiro, principalmente depois que alguns colegas seu começam a passar por isso e seus corpos se tornam mais poderosos.

O Senhor X foi novamente recrutado pelo Ômega para ser o Redutor Principal, aparentemente porque ele foi o líder menos pior.
Dessa vez ele recruta um rapaz boxeador chamado Van Dean e o obriga a fazer parte da sociedade dos redutores, sob a ameaça de que fará mal ao irmão dele. Van concorda, e ele acha que fez um ótimo negócio em vender sua alma, pois se sente mais forte e poderoso do que nunca.


Não achei que esse livro foi melhor do que os três primeiros, mas também não foi de todo ruim.
Apesar de gostar do Butch como um personagem, alguém sempre amigo e disposto a ajudar, a história dele não era uma que me deixava com curiosidade para conhecer.
Marissa é uma aristocrática e submissa, e embora tenha grande vontade de se libertar dessa vida, eu não achei que foi tão grande coisa assim quando ela finalmente conseguiu.
Acho que eles são um casal que funcionou bem até demais, e os receios que tiveram sobre ficarem juntos não foram tão grandes assim.

De qualquer forma, continuo amando essa série e estou louca para continuar lendo os próximos livros. Há muitos personagens coadjuvantes surgindo que, tenho certeza, vão ter seu próprio destaque em algum livro para frente e estou louca para descobrir.


A Série:

Black Dagger Brotherhood
1. Dark Lover (2005) – Amante Sombrio
2. Lover Eternal (2006) – Amante Eterno
3. Lover Awakened (2006) – Amante Desperto
4. Lover Revealed (2007) – Amante Revelado
5. Lover Unbound (2007) – Amante Liberto
6. Lover Enshrined (2008) – Amante Consagrado
7. Lover Avenged (2009) – Amante Vingado
8. Lover Mine (2010) – Amante Meu
9. Lover Unleashed (2011) – Amante Libertada
10. Lover Reborn (2012) – Amante Renascido
11. Lover At Last (2013) – Amante Finalmente
12. The King (2014)
Bônus: The Black Dagger Brotherhood: An Insider's Guide (2008) – Irmandade da Adaga Negra: Guia Oficial da Série


Follow Me:

Break of Reality – Game of Thrones Cello Cover

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Essa é para os fãs de Game of Thrones. O lançamento espetacular da quarta temporada me inspirou a fazer esse post.

O Break of Reality é uma banda americana de rock instrumental composto por três violoncelistas e um percussionista. O som da banda é composto por muitas influências musicais como heavy metal, clássico e indie rock, e expressa uma grande variedade de emoções.

No vídeo abaixo eles interpretam um dos temas de Game of Thrones, e não tem como não dizer que os caras arrasam. Chega até mesmo a emocionar quem é fã do seriado e de música instrumental. Sim, estou falando de mim mesma, haha!



[Seriado] The Vampire Diaries – 1ª temporada

sábado, 5 de abril de 2014

Criador(es): Baseado na série de livros de L.J. Smith
Estreia: 10 de setembro de 2009
Nº de episódios: 22
Duração por episódio: 42 minutos
Gênero: Ação, Aventura, Drama, Família, Ficção, Romance, Sobrenatural, Suspense
País de origem: EUA
Elenco: Nina Dobrev, Paul Wesley, Ian Somerhalder, Steven R. McQueen, Katerina Graham, Candice Accola, Zach Roerig, Michael Trevino, Matt Davis, Sara Canning
Nota:  
Sinopse: Quatro meses depois de um trágico acidente de carro que matou seus pais, Elena Gilbert (17 anos) e seu irmão, Jeremy (15), ainda estão tentando lidar com a dor e seguir suas vidas. Elena sempre foi uma estudante “famosa”, bonita, popular e sempre envolvida com seus amigos e a escola; mas agora ela luta para esconder sua tristeza. Como o ano letivo começa, Elena e suas amigas são fascinadas por um aluno novo – bonito e misterioso –, Stefan Salvatore. Stefan e Elena são atraídos um para o outro de imediato, e ela não sabe sobre os séculos de idade do garoto, de sua luta para viver pacificamente entre os humanos, enquanto seu irmão, Damon, é a personificação do vampiro bruto e violento. Agora, estes dois irmãos vampiros – um bom e um mau – estão em guerra pela alma de Elena e pelas almas dos amigos e familiares dela, além de todos os moradores da pequena cidade de Mystic Falls, Virgínia.

A história se passa na pequena cidade de Mystic Falls, Virnínia. Elena Gilbert (Nina Dobrev) é uma estudante de 17 anos que está tentando superar a trágica morte de seus pais que ocorreu há quatro meses atrás. Ela vai à escola no primeiro dia de aula, mas já não é mais aquela estudante alegre, extrovertida e popular que sempre foi.

No entanto, ela e suas amigas Bonnie Bennett (Katerina Graham) e Caroline Forbes (Candice Accola) não conseguem deixar de reparar no novo estudante que chama muito a atenção por ser bonito e solitário, Stefan Salvatore (Paul Wesley).
Imediatamente Elena e Stefan se sentem atraídos um pelo outro, sem Elena saber que ele é um vampiro de 162 anos que está tentando viver pacificamente entre os humanos.

Mas nem tudo é uma maravilha na relação dos dois, pois Damon Salvatore (Iam Somerhalder) – irmão de Stefan – também vem morar na cidade para tentar se vingar de seu irmão que o compeliu a se transformar em vampiro, e também para libertar sua amada Katherine Pierce (Nina Dobrev), uma vampira que foi presa na tumba da cidade pelos fundadores que prenderam todos os vampiros em 1864.

Para piorar, Damon também começa a demonstrar interesse por Elena, principalmente porque ela é parecida demais fisicamente com Katherine, o que vai deixar Stefan tenso com a ideia de seu irmão sequer se aproximar dela.


Jeremy Gilbert (Steven R. McQueen), o irmão mais novo de Elena, está tentando lutar com seu uso de drogas e seus sentimentos por Vicki Donovan (Kayla Ewell) que é festeira e começa a andar muito com Damon.

Bonnie está tentando entender certas coisas que estão acontecendo com ela, poderes mágicos que só sua avó consegue explicar.

Caroline é patricinha e chefe das líderes de torcida, ela começa a sair com seu amigo de longa data Matt Donovan (Zach Roering), que é o melhor amigo do encrenqueiro Tyler Lockwood (Michael Trevino).

Jenna Sommers (Sara Canning) é tia de Elena e Jeremy, é ela quem tem tomado conta dos dois depois que os pais deles morreram. Elena tem muito trabalho para esconder dela os vampiros que vivem na cidade.

Alaric Saltzman (Matt Davis) é o novo professor de história que tenta ajudar Jeremy da melhor forma possível.



Acho que esse seriado já estava quase terminando a terceira temporada quando eu resolvi começar a assistir de tão bem que as pessoas comentavam. Eu estava no auge de querer ler e assistir essas histórias de vampiros, foi quando os livros e filmes da série Crepúsculo estavam sendo lançados.

Desde o primeiro capítulo eu fiquei sem fôlego com a quantidade de informações que cada episódio tem. Várias coisas surpreendentes aconteciam que me deixavam de boca aberta e super ansiosa para assistir o próximo capítulo.

Passei um momento maravilhoso de assistir as três primeiras temporadas, uma atrás da outra. O legal de começar a assistir um seriado só depois de muito tempo que ele estreou, é que a gente tem vários episódios pra assistir um atrás do outro, que foram lançados faz tempo, mas que pra gente é tudo novidade. Foi só a partir da quarta temporada que eu cheguei onde todo mundo estava e passei a assistir um episódio por semana, conforme eles saíam.

Mas o que eu queria mesmo dizer é que a primeira temporada fez uma estreia alucinante, cheia de reviravoltas e coisas intensas acontecendo a todo o momento. Era constante eu começar assistindo os episódios deitada na minha cama e terminar assistindo sentada com o coração batendo rápido, mal conseguindo acreditar nas coisas que estavam acontecendo.

A história é muito mais do que um simples triangulo amoroso. Os personagens secundários também têm grande importância e participação no enredo, cada um ocupando o seu espaço com sua própria história devastadora.

Nem preciso falar que vale muito a pena. Está com certeza entre os meus seriados favoritos!
Ainda não li os livros, mas pretendo ler assim que possível.


A série:

The Vampire Diaries
1ª temporada (2009)
6ª temporada (2014)


Follow Me:

[Lançamentos] Abril de 2014

terça-feira, 1 de abril de 2014


Arqueiro
  

Benvirá
  

Casa da Palavra
(LeYa, Leytoras, Lua de Papel, Quinta Essência, Fantasy)
   
  

Companhia das Letras
(Seguinte, Paralela)
   
   

DarkSide Books

Ediouro
(Agir, Nova Fronteira)

Fundamento
   
   
   
   
   
   
  

Geração Editorial
(Jardim dos Livros)
   

Globo Livros
 

Grupo Editorial Record
(Bertrand, Galera Record, Verus)
   
 

Gutenberg
  

Harlequin
   
 

Intrínseca
   
  

Moderna
(iD)
 

Novo Conceito
   
   
 

Novo Século
   
 

Objetiva
(Suma de Letras)

Pensamento
(Cultrix, Seoman, Jangada)
   
   
 

Porto
(Sextante)
   

Rocco
   
   

Saída de Emergência
  

Única
 

Valentina


Follow Me:

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo