[Resumo do Mês] Fevereiro de 2014

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014


Fevereiro não teve tantas postagens quanto o mês anterior, mas mesmo assim, levando em conta que já teve mês que eu só fiz duas ou cinco postagens, até que está bom.

Claro, vou tentar postar cada vez mais nos próximos meses. O que aconteceu é que já no início a faculdade está me deixando louca com tantos trabalhos e coisas pra estudar, e parece que eu ainda estou no clima de férias. Acho que ainda não caiu a minha ficha que as aulas voltaram.

Mas vamos ver o que rolou esse mês:


Literatura:
Amante Eterno (Irmandade da Adaga Negra #2) – J.R. Ward

Curta Metragem:

Música:
Applause – Lady Gaga

Dear Diary:

Vídeo:

Outros:


Livros lidos em Fevereiro: 3
• 09/02: Amante Revelado (Irmandade da Adaga Negra #4) – J.R. Ward
• 15/02: Amante Liberto (Irmandade da Adaga Negra #5) – J.R. Ward
• 27/02: Amante Consagrado (Irmandade da Adaga Negra #6) – J.R. Ward


Follow Me:

TAG: Obsessão por Livros

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Vi essa TAG no blog Segredo Entre Amigas, e como não precisava indicar ninguém, era aberta, resolvi participar e responder as oito perguntas que são todas sobre livros.


1. Você tem obsessão em comprar livros?
Se eu estivesse trabalhando e não tivesse a faculdade para pagar, com certeza eu seria uma dessas pessoas que compra livros obsessivamente. Mas não é o caso, estou precisando dar uma freada nos gastos, por isso, querendo ou não, aprendi a me controlar.

2. Quando, onde e quantas vezes você compra livros? Vai sozinho ou acompanhado?
Procuro comprar livros apenas depois do pagamento ou em casos especiais que é quando rola alguma promoção muito boa. Mas não é sempre ou todo final de mês que faço isso, é só de vez em quando.
Eu compro apenas pela internet (Submarino, Livraria Cultura, Saraiva, etc.) onde costuma ser um pouquinho mais barato do que na livraria. Sim, tenho que esperar uns dias pra chegar e depois ler, mas acho que vale a pena, sei me controlar.
Costumo ir à livraria com meu pai e minhas irmãs, embora só eu e ele de fato nos sentamos para ler algo, porque minhas irmãs só vão conosco para passear mesmo.

3. Qual o aspecto que te atrai em um livro? Tem algum gênero que você sempre procura?
Não tem como negar que uma capa bonita sempre chama mais a atenção de uma pessoa numa livraria do que uma capa feia ou simples, e eu sou dessas. Mas quando estou em casa eu leio pela internet a sinopse e resenhas de todos os livros de que ouço falar para ver se me interesso, e nessas horas a capa não poderia me interessar menos.
Atualmente procuro sempre pelos romances em geral, seguido pelos hot, chick-lit e distopia.

4. Prefere livros novos, usados ou a mistura de ambos?
QUEM não gosta de livros novos? Eu AMO livros novos, mas também não dispenso os usados de jeito nenhum. Para mim não importa, desde que eu possa ler a história e me perder nas páginas. Por isso eu diria que prefiro uma boa mistura de ambos.

5. Quanto você está disposto a gastar com livros por mês?
SE eu deixasse meu lado obsessivo falar mais alto, e SE eu estivesse trabalhando (claro), eu compraria em um único mês TODOS os livros que eu quero, e nos meses seguintes eu compraria sem pensar duas vezes todos os livros novos que saíssem que eu tivesse lido a sinopse e gostado, sem ler resenhas alheias antes.
Mas como eu consigo me controlar, eu provavelmente compraria um ou dois livros por mês, gastando mais ou menos de trinta a cinquenta reais por mês.

6. Alguma vez você já se obrigou a parar de comprar livros?
A falta de trabalho me obrigou a parar de comprar livros, e não eu mesma. Mas eu sempre fui muito controlada e sei do meu limite, com muita dor no coração.

7. Quanto tempo você demora a ler os livros recém-comprados?
Se compro na livraria, eu já volto para casa (no carro do meu pai ou no metrô) lendo. E se compro pela internet e eles chegam em casa pelo correio, eu paro tudo o que estou fazendo (seja importante ou não) e vou ler.
Então a resposta para essa pergunta é: imediatamente.

8. Você prefere comprar muitos livros curtos e caros ou livros grandes e baratos?
Tenho sempre preferência de comprar livros baratos, independentemente do tamanho. O que eu presto atenção é na qualidade, porque eu não acho que vale a pena comprar um livro de má qualidade, por mais barato que seja.


Espero que tenham gostado da primeira TAG do blog. Ela está aberta para quem quiser responder as perguntas também! :D

Dumb Ways to Die

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Em dezembro de 2013 eu conheci o canal da Lully de Verdade e me apaixonei na mesma hora, foi algo instantâneo. Os vídeos dela são muito bons, engraçados e ela fala muito bem sobre diversos assuntos, principalmente cinema. Fazendo uma maratona nos vídeos dela, eu vi o Let’s Play Dumb Ways to Die e adorei não tanto o joguinho, mas sim a musiquinha. Fui correndo procurar o vídeo em que o jogo se baseia, achei tão fofo que resolvi mostrar aqui no blog. Vocês conferem logo abaixo.

O vídeo é hiper fofo, as coisinhas coloridas (sei lá o que são aquilo) são muito engraçadinhas e a música então é super lindinha. Claro que chega a chocar um pouco pelas diferentes formas com que se pode ter uma morte estúpida na hora da falta de atenção, e juntar tudo isso numa coisa só se torna, no mínimo, surreal. Mas o vídeo me ganhou pela fofura e por ser um pouco engraçado sim.

Esse vídeo é uma campanha do metrô da Austrália para promover a segurança ferroviária.



Também fizeram uma versão que ocorre no Rio de Janeiro, e nesse tem legenda que você confere a seguir:




[Literatura] Amante Eterno — J.R. Ward

sábado, 15 de fevereiro de 2014
Série: Irmandade da Adaga Negra #2

Título original: Lover Eternal
Autor: J.R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance/Hot/Sobrenatural
Ano: 2010
Páginas: 448
ISBN: 9788579300844
Lido em: Janeiro de 2014
Nota:
Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo para todos à sua volta. Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater a sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...

Esse segundo livro da série, Amante Eterno, vai contar a história de Rhage e Mary Luce.
Três meses separam os acontecimentos do primeiro livro (julho) para o segundo (outubro).

Na verdade, temos a introdução de três novos personagens na série que mais tarde ganharão maior destaque, são eles Mary, Bella e John.

Mary (31 anos) é uma humana que teve leucemia há algum tempo atrás, conseguiu com que a doença desse uma abrandada depois de muita quimioterapia, mas recentemente começou a desconfiar que a doença estivesse voltando.
Numa noite ela encontra perto da piscina da sua casa um rapaz que parece perdido, porém simpático, chamado John Matthew (23 anos). John não consegue falar, pois nasceu sem as cordas vocais, mas ele ouve muito bem, por isso se comunica através das mãos e só Mary consegue compreendê-lo.
Eles conversam e mais tarde chega a vizinha de Mary, Bella, que senta com eles para conversarem.
John conta que não tem família e vive sozinho e em péssimas condições, mas que acabou de apegando à Mary e sempre a seguiu do trabalho até em casa.

Bella é uma vampira, mas nenhum dos dois desconfia disso. Ela acaba tendo certeza que John está perto de sua transição para se transformar em vampiro também, por isso se sente mais perdido e confuso do que nunca. E não um vampiro qualquer, mas um guerreiro, por isso ela liga para a Irmandade da Adaga Negra, que pedem para ela lavá-lo à mansão, e também Mary para traduzir tudo que ele disser.
Os três vão para a sede e são recebidos por todos aqueles vampiros assustadores.
Enquanto esperam numa sala, Mary sai ao corredor e é surpreendida por Rhage que imediatamente a prende na parede, fascinado por ela e não consegue mais desviar os olhos.
A atração entre os dois é imediata e intensa.

Mais tarde, enquanto Tohrment conversa com John enquanto Mary traduz, Bella anda sozinha pela mansão e acaba na sala de treinamentos onde Zsadist se encontra e pelo qual se sente atraída.
Há algumas cenas deles dois no livro, Bella não conseguindo mais tirar ele da cabeça e Zsadist mal conseguindo acreditar que alguém se interessou por ele, mas isso tudo será contado num outro livro.

É só depois desse primeiro encontro alucinante que Rhage não consegue mais parar de pensar em Mary, mesmo que a memória dela tenha sido apagada depois de sair da mansão e voltar para casa.
Ele vai atrás dela para se conhecerem. A atração é tão forte que Rhage está disposto a ser paciente e persistente, já que Mary está convencida que ele é bom demais para ela e que ele pode ter qualquer outra mulher que quiser.

Mas nem tudo é um mar de rosas quando Mary finalmente se rende aos seus encantos.
Rhage carrega dentro de si uma maldição. Uma besta que está sempre pronta para sair a qualquer sinal de dor ou frustração física, ele tem que acalmar a fera com muita luta e sexo. Ele tem medo que isso possa machucar Mary, ainda mais porque a besta começa a demonstrar interesse nela também e Rhage precisa encontrar um meio termo.

O que fica em segundo plano na história, mas não é menos importante, é a introdução do romance entre Zsadist e Bella. Temos também John que está apenas conhecendo a Irmandade.
Senhor O (David Ormond) é um novo membro do clã dos redutores, seres sem alma e sem vida que querem exterminar os vampiros. Trabalha para o Senhor X e era apaixonado por uma mulher chamada Jennifer e que já morreu. Ele se encontra com Bella e a acha muito parecida com sua amada.
Butch perde bastante destaque nesse livro, aparecendo poucas vezes no começo e no fim. Ele continua apaixonado por Marissa, mas ela tem se afastado e evitado ele, sem deixa-lo saber o motivo, para sua grande frustração.
E Warth e Beth também aparecem pouquíssimas vezes, mas continuam felizes juntos e ele subiu ao trono como rei dos vampiros, Beth se tornou rainha, enquanto que Tohrment é o líder da Irmandade.


Para minha grande surpresa, achei que esse segundo livro conseguiu ser muito mais intenso que o primeiro.
Há uma grande carga de dramaticidade, principalmente quando o final vai se aproximando. Eu não conseguia imaginar como o livro terminaria, tudo podia acontecer, o que me fez ficar ansiosa e realmente me conectar com a história.

Estou adorando essa série e ela parece ser curando minha ressaca literária, para minha grande felicidade.
Não consegui ir dormir antes de terminar esse livro, e isso já era duas da manhã.

Mal posso esperar para ler os próximos livros, pois houveram coisas iniciadas nesse que não foram finalizadas, ficaram para os próximos.


A Série:

Black Dagger Brotherhood
1. Dark Lover (2005) – Amante Sombrio
2. Lover Eternal (2006) – Amante Eterno
3. Lover Awakened (2006) – Amante Desperto
4. Lover Revealed (2007) – Amante Revelado
5. Lover Unbound (2007) – Amante Liberto
6. Lover Enshrined (2008) – Amante Consagrado
7. Lover Avenged (2009) – Amante Vingado
8. Lover Mine (2010) – Amante Meu
9. Lover Unleashed (2011) – Amante Libertada
10. Lover Reborn (2012) – Amante Renascido
11. Lover At Last (2013) – Amante Finalmente
12. The King (2014)
Bônus: The Black Dagger Brotherhood: An Insider's Guide (2008) – Irmandade da Adaga Negra: Guia Oficial da Série


Follow Me:

[Curta Metragem #2] Vida Maria

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014


Vida Maria é um curta-metragem brasileiro criado por Márcio Ramos. Foi lançado em 2006. Tem duração de 8:15 minutos. Foi vencedor de vários prêmios, dentre eles o Cleveland International Film Festival 2007 na categoria de Melhor Curta Internacional. E também o 3º Prêmio Ceará de Cinema e Vídeo.
Sinopse: Acompanhamos Maria durante o seu trabalho no sítio onde vive. Vai dos 5 aos 45 anos e passa todo seu estilo de viver para sua filha Lurdes. O filme mostra ciclos de vida pelos quais muitas vezes vivemos.

O curta é baseado na vida dos nordestinos, em especial do Ceará.
Maria José é uma menina cheia de sonhos e vontade de aprender a ler e escrever, mas é obrigada pela mãe a deixar seus estudos de lado para trabalhar e ajudar na fazenda em que vive.
Morando no sertão do Ceará, sob uma seca sem fim e sem perspectiva de uma vida melhor, Maria cresce, casa, tem filhos e envelhece. Acaba então passando tudo o que aprendeu e tudo o que sabe para sua filha Lurdes.

Foi produzido em computação gráfica 3D. Ele mostra personagens e cenários modelados com texturas e cores pesquisadas e capturadas no Sertão Cearense, criando uma atmosfera realista e humanizada.

Assisti esse curta pela primeira vez na faculdade em 2013 quando minha professora de História da Comunicação Contemporânea estava nos mostrando filmes e curtas que fugissem do padrão de Hollywood. Me lembro de ter visto filmes indianos e esse curta brasileiro.
Gostei muito mesmo, o que fez aumentar meu amor pelos curtas e pelas criações nacionais.

Na história vemos um círculo sem fim, sempre a mesma coisa, sempre o mesmo sofrimento e sonhos sendo postos de lado, sem nunca mudar.
Vemos a importância dos estudos na vida de uma pessoa, mas que a necessidade de trabalhar para ajudar a família de poucos recursos consome tudo, fazendo desaparecer a menina cheia de vida que era e a jovem apaixonada que já foi um dia, fazendo tudo isso se tornar perda de tempo.
Se esquecer completamente da sensação de conhecer e aprender coisas novas.

Vale muito a pena dar uma conferida e depois parar para refletir sobre isso.




Follow Me:

[Dear Diary #3] Síndrome de Asperger

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014


Não são só flores que define esse blog. Desde o começo eu disse que ele seria muito pessoal, e embora nele contenha coisas legais que eu acabo postando nos dias que eu estou bem, também terá dias que eu vou fazer posts de coisas não muito legais que é da minha pessoa, coisas que penso e sinto, que preciso colocar para fora, desabafar, para me sentir um pouco melhor.
Ninguém é perfeito, nenhuma blogueira com seu blog fofo não é 100% feliz, eu não sou e com certeza meu blog também não será.
Mas vamos torcer para que tenha menos posts como o de hoje.


No mês passado eu assisti ao filme Mary e Max – Uma amizade Diferente, fiz resenha no blog.
Acabei me identificando muito com os personagens que são solitários e acabaram encontrando uma amizade verdadeira um no outro.
Eu tenho amigos maravilhosos, mas nenhum deles com quem eu possa me abrir totalmente e contar meus receios e medos.
Nem é culpa deles, não que eles não estejam dispostos a ouvir e me apoiar, eu sei que estão, mas eu é que não me sinto confortável de me abrir com ninguém.

Sempre fui tímida a vida inteira. Nunca tive essa facilidade de conversar com alguém, me expressar. Se as pessoas vêm falar comigo eu travo, fico muda, nunca sei o que dizer, e quando tento falar alguma coisa, começo a gaguejar e minhas palavras saem incoerentes que nem mesmo eu entendo.

Bom, o fato é que depois de assistir esse filme e me identificar com os personagens, principalmente com o Max, eu fui buscar saber mais sobre essa Síndrome de Asperger que ele tem.
Encontrei um texto muito bom que você confere nesse blog AQUI onde explica essa síndrome.
Fiquei chocada porque parecia que estava descrevendo toda a minha pessoa, todo o meu jeito de ser, parecia até que estava falando de mim.
Então para quem quiser realmente me conhecer, eu sugiro esse texto aqui que vai falar das pessoas que tem essa síndrome:


1. HABILIDADES SOCIAIS E CONTROLE EMOCIONAL
• Não desfruta normalmente do contato social. Relaciona-se melhor com adultos que com crianças da mesma idade. Não se interessa pelos esportes.
• Tem problemas de brincar com outras crianças. Não entende as regras implícitas do jogo. Quer impor suas próprias regras, e ganhar sempre. Talvez por isso prefira brincar sozinho.
• Custa-lhe sair de casa. Não gosta de ir ao colégio e apresenta conflitos com seus companheiros.
• Custa-lhe identificar seus sentimentos e os dos demais. Apresenta mais birras que o normal. Chora com facilidade por tudo.
• Tem dificuldades para entender as intensões dos demais. É ingênuo. Não tem malícia. É sincero.

2. HABILIDADES DE COMUNICAÇÃO
• Não pode olhar nos olhos quando fala contigo. Crê em tudo aquilo que lhes dizem e não entende as ironias. Interessa-se pouco pelo que dizem os outros. Custa-lhes entender uma conversa longa, e muda de tema quando está confusa.
• Fala muito, em tom alto e peculiar, e usa uma linguagem pedante, extremamente formal e com um extenso vocabulário. Inventa palavras ou expressões idiossincrásicas.
• Em certas ocasiões, parece estar ausente, absorto em seus pensamentos.

3. HABILIDADES DE COMPREENSÃO
• Sente dificuldade em entender o contexto amplo de um problema. Custa-lhe entender uma pergunta complexa e demora para responder.
• Com frequência não compreende uma crítica ou um castigo. Assim como não entende que ele deve portar-se com distintas formas, segundo uma situação social.
• Tem uma memória excepcional para recordar dados e datas.
• Tem interesse especial pela matemática e as ciências em geral.
• Aprende a ler sozinho ainda bem pequeno.
• Demonstra escassa imaginação e criatividade, por exemplo, para brincar com bonecos.
• Tem um sendo de humor peculiar.

4. INTERESSES ESPECÍFICOS
• Quando algum tema em particular o fascina, ocupa a maior parte do seu tempo livre em pensar, falar ou escrever sobre o assunto, sem importar-se com a opinião dos demais.
• Repete compulsivamente certas ações ou pensamentos para sentir-se seguro.
Gosta da rotina. Não tolera as mudanças imprevistas. Tem rituais elaborados que devem ser cumpridos.

5. HABILIDADES DE MOVIMENTO
• Possui uma pobre coordenação motora. Corre num ritmo estranho, e não tem facilidade para agarrar uma bola.
• Custa-lhe vestir-se, desabotoar os botões ou fazer laço nos cordões do tênis.

6. OUTRAS CARACTERÍSTICAS
• Medo, angústia devido a sons como os de um aparelho elétrico.
• Rápidas coceiras sobre a pele ou sobre a cabeça.
• Tendência a agitar-se ou contorcer-se quando está excitado ou angustiado.
• Falta de sensibilidade a níveis baixos de dor.
• São tardios em adquirir a fala, em alguns casos.
• Gestos, espasmos ou tiques faciais são usuais.


Eu não tenho certeza se poderia ser diagnosticada com essa síndrome porque nunca consultei nenhum profissional, mas só o fato de me conhecer um pouco melhor já é um grande alívio por saber que não estou sozinha no mundo. Há mais pessoas por aí que estão na mesma situação que eu. Não sou a única.
Conhecer tudo isso é o primeiro passo. O próximo é tentar mudar isso, melhorar, superar e ser alguém melhor. Não é uma coisa que acontece da noite para o dia, pode ser que leve anos, mas o importante é nunca desistir.


Follow Me:

[Música #2] Applause — Lady Gaga

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014


Foi no mês passado que eu estava de boa em casa fazendo o almoço e ouvindo rádio quando começou a tocar essa música. Virei aquelas donas de casa quando comecei a cantar e dançar enlouquecidamente na cozinha. Até então eu não tinha percebido o quanto gostava dessa música, fui então correndo baixar e agora eu escuto direto.
Adoro a Lady Gaga, toda estranha como só ela consegue ser.


Applause é uma música gravada para o terceiro álbum da cantora, Artpop. Foi lançada no dia 12 de agosto de 2013 pelas editoras Streamline Records e Interscope Records. Tem duração de 3:32 minutos.

O videoclipe, dirigido pelos diretores Inez e Vinoodh, foi lançado no dia 19 de agosto de 2013 e tem duração de 3:34 minutos.

I live for the applause, applause, applause
(Eu vivo pelos aplausos, aplausos, aplausos)
I live for the applause-plause
(Vivo pelos aplausos, aplausos)
Live for the applause-plause
(Vivo pelos aplausos, aplausos)
Live for the way that you cheer and scream for me
(Vivo pela maneira que você me anima e grita por mim)
The applause, applause, applause
(Pelos aplausos, aplausos, aplausos)




Follow Me:

[Lançamentos] Fevereiro de 2014

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014



Arqueiro

Companhia das Letras
(Seguinte, Paralela)

Geração Editorial
(Jardim dos Livros)

Globo Livros

Grupo Editorial Record
(Bertrand, Galera Record, Verus)

Intrínseca

Moderna
(iD)

Nova Fronteira

Novo Conceito

Objetiva
(Suma de Letras)

Pensamento
(Cultrix, Seoman, Jangada)

Planeta do Brasil

Porto
(Sextante)

Rocco

Saída de Emergência

Única

Valentina


Follow Me:

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo