[Passeio] Paranapiacaba

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

No dia 07 de dezembro de 2014, eu fui com minha turma da faculdade e um professor para Paranapiacaba. Eu já tinha ido duas vezes antes com minha família, então já conhecia, por isso fique surpresa quando eu soube que meus colegas e professor nunca tinham ido antes, então sobrou para mim ser a "guia" do grupo, hahaha. Tivemos essa ideia de ir durante as aulas de Fotografia e Iluminação para TV. O professor Bruno queria que nós praticássemos nosso olhar para a fotografia e tirássemos boas fotos num lugar legal. Acontece que essa aula foi no primeiro semestre de 2014, a aula já passou, mas a vontade de ir mesmo assim continuou no segundo semestre de 2014. Após muitos contratempos como a copa, eleições, trabalhos e provas; conseguimos marcar para dezembro.

Paranapiacaba é uma antiga vila inglesa localizada no estado de São Paulo e que já virou um importante Patrimônio Nacional no qual agora recebe todos os anos milhares de turistas. Ela surgiu como centro de controle operacional ferroviário que ligava Jundiaí a Santos e também como residência para os funcionários que construíam e operavam as linhas férreas da companhia inglesa de trens São Paulo Railway. Essa companhia foi inaugurada no dia 1º de janeiro de 1867 e foi a responsável pela construção das primeiras estradas ferroviárias de São Paulo. Transportava passageiros, café, e muitas outras cargas. Suas atividades foram abandonadas a partir de 1980, mas a prefeitura de Santo André adquiriu a vila em 2002, tornando destino turístico para a única vila ferroviária em estilo inglês preservada do Brasil.

Eu e minha turma fomos no trem que parte aos domingos, às 8h30, da Estação da Luz, em São Paulo. A viagem é de 1h30 e é feita em uma composição de dois carros puxados por uma locomotiva dos anos 50. Mas é possível ir de carro também. Para voltar, o mesmo trem parte às 16h30 de Paranapiacaba de volta para a Estação da Luz.


Havia muita neblina quando chegamos, o que não favoreceu muito as fotos, mas desde sempre essa vila foi assim. Por vezes o sol apareceria por entre as nuvens, e era um sol tão forte que queimava, por isso era extremamente importante passar protetor solar. Eu esqueci de passar, e acabei voltando pra casa no final do dia com o rosto e os ombros muito vermelhos e doloridos, então, se você for para Paranapiacaba, não esqueça o protetor solar, mesmo que tudo indique que só vai chover.


Continue lendo! Clique em "Mais informações"




As casas da parte alta da vila são bem pequeninas, espremidas umas nas outras e coloridas, uma graça. Muitas delas vendiam doces caseiros, bebidas típicas, sorvete. A maioria dos seus produtos era feito a partir de um fruto famoso de lá chamado cambuci. Esse fruto é tão popular que todos os anos, em abril, acontece o Festival do Cambuci.


A Igreja de Paranapiacaba surgiu em 1884. Antigamente chamada de "Capela do Alto da Serra", passou a celebrar missas quinzenalmente. Antes dela, no lugar existia um oratório.


O famoso mirante de Paranapiacaba abrigava as antenas da extinta TV Tupi. Lá do alto, tem-se uma vista panorâmica de tirar o fôlego da mata e dos trilhos. Das ultimas vezes que fui lá consegui ver tudo, mas nesse dia a neblina estava tão espessa que tudo o que conseguimos ver foi branco e apenas isso. Parece ser uma construção bem frágil, e é, com o tempo a madeira foi envelhecendo, mas pelo menos aguentou nosso grupo todo.



Atrás da gente esta a residência de alto padrão do engenheiro chefe da vila e de sua família, uma construção em estilo vitoriano do final do século 19, conhecida como Castelinho, localizada no alto de uma colina e que pode ser vista de qualquer ponto de Paranapiacaba. Não entramos porque a essa altura nosso tempo já estava acabando, mas eu já conheci o interior das vezes anteriores que vim, é muito legal conhecer a história, tem o retrato do engenheiro chefe e o da sua esposa, vale a pena, e a entrada custa só 3 reais.


O locobreque tinha a função de frear a composição na descida da serra, que simultaneamente puxava outra que subia. Mais tarde ele passou a transportar apenas turistas e virou sinônimo de luxo, já que possuía serviço de bordo e poltronas leito. Na foto abaixo, você confere como ele está atualmente, e como já foi um dia, em 1987, funcionando só para turistas.


Está tudo muito enferrujado e até perigoso hoje em dia, por isso não façam o que nós fizemos, que é subir para tirar fotos, hahaha.


Foi um passeio maravilhoso e que quero muito ir de novo e de novo, nunca me canso desse lugar, ainda há tantas coisas para fazer que eu não fiz em nenhuma das três vezes que fui. Há o "Festival de Inverno", o "Luz, Câmera... Terror!", "Festival do Cambuci", shows e eventos, programação de trilhas mata adentro, turismo (pedagógico institucional, cultural, esporte de aventura, observação, etc.), pode-se hospedar em pousadas ou hotéis por lá. Enfim, eu gostaria muito de ter uma casinha por lá, simples mesmo, onde por vezes eu passaria meus finais de semana. O lugar é muito encantador!

Estou sempre estou topando passeios assim, é só me chamar que eu estou dentro, sou dessas, haha. Espero que tenham gostado tanto quanto eu!

5 comentários:

  1. Oi, Rê!
    Eu nem sabia que essa cidade existia, fiquei muito fascinada pela história! Com certeza eu e meu namorado, que adoramos fotografia, gostaríamos muito de ir pra tirar algumas fotos. Pena que moramos longe, mas se um dia surgir uma oportunidade, com certeza iremos. Adorei as fotos, e a minha preferida foi aquela do túnel. Ficou linda!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Minha família vai direto pra lá e eu nunca consegui ir, sempre tenho outra coisa pra fazer e acabo não podendo acompanhar :/ mas morro de vontade de ir.
    Adorei tuas fotos, ficaram boas demais e me deu ainda mais vontade de ir haha

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  3. Que lugar lindo e fotografias maravilhosas, parece até que estou dentro de um filme !
    Amei esse post !
    Beijos

    www.modernaamodaantiga.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que lugar lindo e eu nem sabia que existia no Brasil =/

    Adorei o post e as fotos.

    Bom fim de ano para você =D

    Blogdeaventuras.com ♥

    ResponderExcluir
  5. Lindo parece ser o lugar, adorei o post. Beijos !!

    http://natalyduarteblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo