[Seriado] Glee – 3ª temporada

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Criador(es): Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan
Estreia: 11 de setembro de 2011
Nº de episódios: 22
Duração por episódio: 42 minutos
Gênero: Comédia, Drama, Musical
País de origem: EUA
Elenco: Lea Michele, Cory Monteith, Matthew Morrison, Jane Lynch, Amber Riley, Chris Colfer, Dianna Agron, Jayma Mays, Jenna Ushkowitz, Kevin McHale, Naya Rivera, Mark Salling
Nota: 
Sinopse: A história da série é focada nos esforços do professor de espanhol Will Schuester, em reerguer o coral da escola William McKinley, em Lima, Ohio, chamado de “Glee Club” (Clube do Coral), que no passado foi motivo de grande orgulho para todos os alunos na instituição. No entanto, a escola não tem recursos para sustentar o coral, que a princípio só atrai os alunos pouco populares. Assim, eles precisam chegar à final do campeonato regional de corais para garantir a verba para continuar funcionando.

Mais uma vez os membros do Glee Club estão empenhados em treinar muito para ganhar as próximas Nacionais. Uma nova menina chamada Sugar Rush (Vanessa Lengies) faz o teste para entrar no grupo, mas como ela não tem talento para a música, Will é obrigado a recusa-la, o que vai deixar ela muito brava. Blaine é transferido para o McKinley para ficar mais perto de Kurt e integra o Glee Club.

Quinn no início passa por uma fase rebelde em consequência de não ser mais a guardiã do bebê que ela teve, e por isso ela abandona o Glee Club. Shelby Corcoran (Idina Manzel), a mãe de Rachel, foi quem adotou a bebê de Quinn e a chamou de Beth. Ela permite que Puck a veja, mas não Quinn enquanto ela não abandonar essa nova atitude rebelde. Quinn está decidida a ter Beth de volta a arma um plano sem sucesso, ela até mesmo chega a pedir a Puck outro bebê, mas ele declina, preocupando-se com ela e perguntando o que está acontecendo. Por fim ela supera e volta a ser quem sempre foi, retornando ao Glee Club onde é feliz. Ela é aceita numa faculdade, a Yale.


Como esse é o último ano na escola, Rachel e Kurt começam a procurar faculdades em Nova York onde possam estudar música. Eles se decidem pela New York Academy of Dramatic Arts (NYADA). Sonham constantemente em se apresentarem na Broadway.

Will prepara um novo musical para ser apresentado na escola, o West Side Story. Rapidamente Rachel se candidata para o papel feminino principal, mas ela vai disputar com Mercedes que está determinada a brilhar pelo menos uma vez, acusando o sr. Shue de que ele só privilegia Rachel em tudo. Kurt faz o teste para o papel masculino, mas ele não passa, mas o que vai deixa-lo ainda mais surpreso é que Blaine acaba passando.


Mike passa por problemas com seus pais quando ele tira a nota “-A”, o que é considerado péssimo para eles que o pressionam a terminar o namoro com Tina e deixar o grupo. Mike convence-os de que ama o que está fazendo e que quer ser um artista. Ele se empenha para dar o seu melhor na peça West Side Story, o que vai comover seus pais.

Shelby é trazida à escola como diretora de um segundo Glee Club, a pedido do pai de Sugar que é muito rico e pagou para criarem um coral onde a filha pudesse estar. O novo Glee Club, comandado por Shelby, é formado não apenas por Sugar, mas também por Mercedes, Santana e Brittany que não estavam satisfeitas com o jeito que as coisas eram no antigo grupo. Há muita briga entre os dois Glee Club, até por fim todos finalmente se entenderem e voltarem a ser um grupo só, principalmente depois que Shelby anunciou que iria embora.

Os novos grandes rivais do Glee Club são os alunos da antiga escola de Blaine, a Dalton Academy, agora liderados por Sebastian Smythe, que está decidido a separar Blaine e Kurt, além de ganhar as Regionais. Há uma grande tensão e disputa entre os dois clubes


Mais do que nunca Santana está alterada nessa temporada. Raivosa, irônica, agredindo todo mundo ao seu redor tanto verbalmente quanto fisicamente. Brittany é a única pessoa no mundo que ela gosta e com quem se sente bem. Numa discussão, Finn pergunta maldoso quando ela irá “sair do armário”, o que já não deixa duvida para mais ninguém. Santana tem medo de não ser aceita, mas o Glee Club como sempre está lá para apoiá-la e ela acaba se assumindo lésbica.

Sam havia saído da escola para trabalhar numa boate e conseguir dinheiro para a sua família que é muito pobre. Rachel e Finn o procuram e o convencem a voltar para a escola, onde não só é melhor para o futuro dele, como também precisam dele no Glee Club. Sam retorna, Quinn tenta voltar com ele, mas ele não está mais interessado. Ele quer voltar com Mercedes, mas vai encontrar dificuldades, já que agora ela tem um novo namorado.

Will e Emma finalmente estão namorando. Will a pede em casamento e ela aceita. Finn também pede Rachel em casamento. Ela hesita bastante por uns tempos, mas por fim acaba aceitando. Todos ao redor acham isso uma loucura, mas eles estão decididos a levar isso adiante.


Puck tem planos de ir para Los Angeles depois que se formar e montar um negócio maior de limpeza de piscinas. Sue quer ser mãe e vai atrás de um doador de esperma. Ela consegue, mas descobre que vai ter uma menina com síndrome de down. Ainda assim, ama-a muito. Mercedes sonha em ser famosa e inspirar pessoas. Santana é aceita num programa de líderes de torcida para entrar na universidade, com a ajuda de Sue. Há tensão entre Blaine e Kurt porque este vai para Nova Iorque, enquanto que Blaine ficará para trás, para concluir a escola. Ele tem medo que isso os afastará, mas Kurt diz que isso não acontecerá.

As Nacionais acontecem em Chicago. O Glee Club compete mais uma vez contra o coral bastante talentoso Vocal Adrenaline, que esse ano revelou Jesse St. James (Jonathan Groff), o antigo namorado de Rachel, como o treinador do grupo e também Wade Unique (Alex Newell) cantando o solo.

Brittany reprovou, então ficará na escola mais um ano. Mas acontece a formatura de Rachel, Santana, Mercedes, Finn, Kurt, Quinn, Puck e Mike. Rachel está finalmente livre para seguir seus sonhos, e ainda que esteja assustada, ela recebe o apoio de Finn e dos amigos do coral a seguir em frente.



Não achei que foi tão bom assim o início dessa temporada. Vários personagens se esforçando ao máximo para deixarem de ser quem realmente são ou saindo o grupo depois de várias brigas. Foi só a partir do meio da temporada que eles caíram na real e resolveram voltar ao grupo, e foi só aí que eu achei que a temporada ficou boa.

Gostei de vários personagens terem FINALMENTE se rebelado com o sr. Shue sobre o fato de só a Rachel ganhar os solos, só ela ser a principal, enquanto que tem muitas outras pessoas no grupo que também são muito talentosas. Mercedes foi uma dessas pessoas, e também a Tina.

Não sei por que insistem em fazer da Quinn uma personagem má de vez em quando, sendo que escolheram a Dianna Agron para interpretá-la. Não consigo vê-la no papel de alguém má, eu acho ela “princesinha” demais, toda loira, calma, usando vestidos florais. O seu papel de revoltada não me convenceu em absolutamente nada.

Essa temporada focou bastante na saída dos personagens principais da escola e as escolhas de suas faculdades. Eu me lembro de ter ficado animada com isso, imaginando que na próxima temporada os personagens secundários que ficaram na escola finalmente teriam a chance de se destacar, mas não foi bem o que aconteceu. Falo disso na resenha da próxima temporada.

Gostei demais de várias músicas dessa temporada. Todas as músicas cantadas pelo grupo da Shelby não me decepcionaram. A Rachel era tão chata que até mesmo a Mercedes e a Santana acabaram se entendendo nesse novo grupo.

Enfim, não achei essa temporada maravilhosa como a anterior, mas também não foi de todo ruim. Teve sim seus momentos que foram muito bons.


A série:

Glee
3ª temporada (2011)
4ª temporada (2012)
5ª temporada (2013)
6ª temporada (2014)


Follow Me:

2 comentários:

  1. Oii tudo bem?
    Eu simplesmente AMO Glee, quando começou vir os novos personagens na 4º temporada me senti que Glee realmente acabou na 3º, porque não tem o Cory, os outros não aparecem muitos ai :S kkkk gostei do seu post <3
    Beeijos - Doce Literário (desculpe a demora pela visita hehe)
    http://doceliterario.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é triste não ter mais o Cory, mas ainda assim eu poderia ter continuado gostando se não fosse alguns novos personagens que entraram e que eu não gostei muito =/
      Falo disso na resenha da próxima temporada.
      E obrigadaa! ^^

      Beijos!

      Excluir

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo