[Literatura] A Escolha — Kiera Cass

quarta-feira, 23 de julho de 2014
Trilogia: A Seleção #3

Título original: The One
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte (Companhia das Letras)
Gênero: Distopia, Ficção, Romance
Ano: 2014
Páginas: 352
ISBN: 9788565765374
Lido em: Junho de 2014
Nota: 
Sinopse: A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer.

A Escolha é o último livro da trilogia A Seleção, escrita pela Kiera Cass, e vai falar do encerramento dessa história que vem se desenrolando há vários meses no mundo distópico que America vive.

Agora restam apenas quatro garotas na disputa pelo coração do príncipe Maxon: America, Celeste, Kriss e Elise. Cada uma delas tem seu próprio motivo para continuarem lutando, algumas com mais garra do que outras, mas finalmente ficamos conhecendo mais cada uma dessas meninas, seus motivos para ainda estarem ali e o que realmente pensam e sentem.

Cada uma das meninas tem um tipo de relacionamento com Maxon que parece ficar cada vez mais intenso, e é nessa hora que America finalmente se decide por lutar por Maxon, muito embora ela não deixa de se preocupar o que Aspen irá pensar.

Aspen continua apaixonado por America, isso nunca vai mudar, segundo ele mesmo, mas finalmente ele cresce e para de implorar pelo amor dela para realmente começar a ajudar nos assuntos importantes, mostrando-se um homem corajoso e ciente de suas escolhas. Já Maxon continua apaixonado por America, mas ele não pode ignorar as outras garotas que também são tão boas quanto a própria e que dariam excelentes princesas ao seu lado na hora de governar o país.

A rainha Amberly está me apegada às meninas, agindo como uma verdadeira mãe amorosa para elas, dando conselhos muito sábios. Por outro lado, o rei Clarkson está mais do que nunca disposto a tirar America da competição, custe o que custar.

Os rebeldes do sul estão cada vez mais ousados e perigosos, colocando a população em perigo para pressionar a família real a acabar com a seleção. Já os rebeldes do norte acabam surpreendendo quando aparecem com uma proposta extravagante, mas tentadora.

Há muitas revelações e surpresas durante o livro, coisas que já desconfiávamos e coisas que nos deixaram surpresos sem que esperássemos.


Finalmente o encerramento! Embora eu não tenha gostado muito dessa trilogia por não ter sido bem desenvolvida e a própria protagonista que torra a paciência de qualquer um (sempre deixei isso claro nas minhas resenhas anteriores), ainda assim eu estava ansiosa pelo encerramento, como tudo se resolveria e acabaria.

Apesar da série se encaixar no gênero “distopia”, esse não é o seu ponto forte. Eu acho que a autora só quis mesmo escrever sobre um tempo futuro (onde ninguém sabe o que vai acontecer) para ela mesma poder criar o que quiser, e escolheu criar uma época onde há novamente reis e rainhas, príncipes e princesas, mas futuristas, e aí sim começar a escrever sobre o romance que é o seu verdadeiro foco.

E falando em romance, esse gênero com certeza não vai te decepcionar, afinal tem tudo o que há de direito: um triângulo amoroso, uma protagonista chata, o “amigo” de todas as horas que revela querer algo mais e também o rapaz novo e intrigante. Mais clichê do que isso, impossível.

Todos os personagens não sabem o que querem, mas quando finalmente se decidem sobre algo, começam a colocar empecilhos e se encherem de dúvidas. Não tem paciência que aguente. E vários personagens novos surgem, e outros antigos ressurgem, mas nenhum deles se fixa, logo somem e não se fala mais deles. Qual é a necessidade então? Achei bem confuso.

Mas apesar de tudo isso, sabe quando você ainda assim não consegue parar de ler? Chega a ser estranho, mas você quer continuar lendo para saber o que acontece a seguir, como tudo vai se resolver, e claro, acaba mergulhando de cabeça na vida da America para tentar vivenciar a entender a vida dela, tudo pelo que ela está passando e os motivos por trás de suas decisões. O livro tem um final justo, apesar de todos os pesares. Vai sim acabar deixando saudades e vou acabar voltando para reler tudo de novo.


A Trilogia:

The Selection
1. The Selection (2012) – A Seleção
2. The Elite (2013) – A Elite
3. The One (2014) – A Escolha
Bônus: The Prince (2013) – O Príncipe
Bônus: The Guard (2014) – O Guarda


Follow Me:

Um comentário:

  1. Adorei sua resenha! Bem realista, sem mentir sobre o que achou, pra falar bem do livro! :D
    Eu parei de ler trilogias, porque estou com medo de não gostar e me sentir na obrigação de terminar todos os livros, mesmo sem gostar. Sou igual a você, se comecei, preciso terminar xD
    É ótimo terminar uma série de livros, mesmo sem amar demais, saber o final e fechar todas as entrelinhas é prazeroso. Missão cumprida :D

    Beijos!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo