[Cinema] Edward Mãos de Tesoura (1990)

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Título original: Edward Scissorhands
Direção: Tim Burton
Distribuição: Fox Film Brasil
Estreia: 06 de dezembro de 1990
Duração: 105 minutos
Classificação: L – Livre para todos os públicos
Gênero: Comédia, Drama, Fantasia, Romance
País de origem: EUA
Elenco: Johnny Depp, Winona Ryder, Dianne Wiest, Anthony Michael Hall, Vincent Price, Alan Arkin
Nota:  
Sinopse: Peg Boggs (Dianne Wiest) é uma vendedora da Avon que acidentalmente descobre Edward (Johnny Depp), um jovem que mora sozinho em um castelo no topo de uma montanha, criado por um inventor (Vincent Price) que morreu antes de dar mãos ao estranho ser, que possui apenas enormes lâminas no lugar delas. Isto o impede de poder se aproximar dos humanos, a não ser para criar revolucionários cortes de cabelos, mas ele dá vazão à sua solidão interior ao poder a vegetação em forma de figura ou esculpir lindas imagens no gelo. No entanto, Edward é vítima da sua inocência e, se é amado por uns, é perseguido e usado por outros.

Edward é uma “criação” de um velho inventor que veio a falecer antes mesmo de termina-lo, fazendo-o viver sozinho e isolado em um castelo no alto de uma montanha. Extremamente inocente, Edward não entende porque o inventor um dia “dormiu” e não acordou mais. Edward é feito de carne e osso como qualquer pessoa, exceto por suas mãos que na verdade são lâminas e tesouras afiadas, tendo sido anteriormente uma máquina que cortava biscoitos e a qual o inventor resolveu acrescentar um coração e dar vida a ele.

Um certo dia, uma senhora bastante simpática chamada Peg Boggs, que trabalha vendendo cosméticos e estava atrás de novos clientes, resolve conversar com o dono daquele castelo do alto da montanha e do qual ninguém na cidade sabe nada. Ao entrar lá, ela depara-se com Edward e fica chocada quando descobre que ele tem vivido ali sozinho durante muito tempo, ela então não consegue abandoná-lo e resolve trazê-lo para morar em sua casa e ter contato com as pessoas.


Instantaneamente Edward causa agitação e se torna “celebridade” por parte de seus novos vizinhos que querem conhece-lo, parecendo gostar de sua excentricidade, alguém novo e desconhecido que pudesse ser motivo de suas fofocas.

Edward acaba se apaixonando à primeira vista por Kim, a filha mais velha de Peg. Mas a garota, no entanto, estranha-o bastante no começo, como todo mundo. Mas mais tarde, ao contrário das outras pessoas que o veem como um novo entretenimento, Kim acaba se encantando com sua inocência, o que não agrada nem um pouco seu namorado, Jim.

Edward acaba envolvido em um escândalo que armaram para cima dele, o que vai deixar toda a cidade escandalizada e ávida para julgá-lo, exceto Kim que sabe que ele é inocente e passa a defende-lo, o que vai gerar repercussões por parte de Jim que está decidido a acabar com Edward.



Quem nunca assistiu Edward Mãos de Tesoura e que não adorou, que atire a primeira pedra. Uma história extremamente simples, mas de uma simplicidade encantadora e sem igual.

O filme é uma crítica ao antigo costume que as pessoas tinham de mascarar todos os seus defeitos e imperfeições para mostrar aos outros uma vida perfeita, tanto esteticamente quanto em seus lares com suas famílias. Pessoas que fazem de tudo para serem aceitas pela sociedade, para estarem dentro dos padrões da “normalidade” e criticam quem não se encaixa nesse padrão.

Assim como em “Frankenstein”, “A Bela e o Monstro” e “O Fantasma da Ópera”, Edward também retrata um personagem que é bondoso e ingênuo, mas a incompreensão e o preconceito da sociedade levam os personagens à reclusão e a comportamentos antissociais, que acabam por reforçar a primeira impressão que as pessoas têm deles por causa de sua aparência nada normal.

Eu adoro esses personagens como o Edward que são grandes vítimas de preconceito por serem incompreendidos, já que a sociedade está sempre muito disposta a julgar sem antes conhecer. Nos faz entender melhor o outro lado e refletir sobre nossas próprias atitudes.

Esse foi o primeiro filme (de vários que viriam a seguir ao longo dos anos) que Tim Burton e Johnny Depp fizeram juntos. Essa parceria não tem como dar errado, sou uma grande fã dos dois. E para qualquer grande cinéfilo, esse filme é obrigatório.




Follow Me:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo