[Literatura] Amante Liberto — J.R. Ward

quinta-feira, 15 de maio de 2014
Série: Irmandade da Adaga Negra #5

Título original: Lover Unbound
Autor: J.R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance/Hot/Sobrenatural
Ano: 2011
Páginas: 525
ISBN: 9788579302107
Lido em: Fevereiro de 2014
Nota: 
Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, a guerra explode entre vampiros e seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. O coração gelado de um predador será aquecido mesmo contra a sua vontade... Destemido e brilhante, Vishous, filho de Bloodletter, possui uma maldição destrutiva e a capacidade assustadora de prever o futuro. Criado no campo de guerra de seu pai, ele sofreu maus tratos e abusos físicos e psicológicos. Membro da Irmandade, ele não se interessa por amor nem emoção, apenas pela batalha com a Sociedade Redutora. Mas, quando uma lesão mortal faz com que fique sob os cuidados de uma cirurgiã humana, a Dra. Jane Whitcomb, ele é levado a revelar a dor que esconde e a experimentar o verdadeiro prazer de pela primeira vez... Até que o destino, que V. não escolheu, o leva para um futuro do qual Jane não faz parte.

AVISO: Há spoilers dos livros anteriores.

O quinto livro da série, Amante Liberto, vai contar a história de amor de Vishous e Jane Whitcomb.
Mas também podemos dizer que há grande participação de Phury, John e Cormia na história.

Vishous é o vampiro mais inteligente da Irmandade. É o responsável por toda tecnologia, cuida de toda a segurança da mansão e é o que disponibiliza armas e adagas para todos os guerreiros.
Usa cavanhaque, fala dezesseis línguas e fuma pra se acalmar, mas prefere mesmo beber com seu melhor amigo Butch.

Embora ele esteja feliz por Butch estar feliz com Marissa e eles formarem um belo casal, Vishous não consegue ignorar o que sente pelo policial.
Após muitos séculos ficando com machos e fêmeas, V. nunca sentiu nada por ninguém, mas isso só até conhecer Butch que acabou se tornando para ele muito mais do que seu melhor amigo e a atração era grande, embora soubesse que o amigo era hetero e estava feliz com Marissa.

Como se não bastasse isso, Vishous finalmente conhece sua mãe que é ninguém menos do que a Virgem Escriba. Ela vem a ele com uma missão. Ele deve se tornar o Primale, o responsável por engravidar várias Escolhidas (fêmeas de sangue puro que vivem no Outro Lado e são governadas pela Virgem Escriba) e assim aumentar o número de guerreiros para lutar na Irmandade.
Tarefa essa que não deixou V. nada contente, ainda mais porque sua mãe o abandonou quando tinha três anos para sofrer nas mãos de seu pai (conhecemos essa história ao longo do livro). Mas essa tarefa era algo que ele não poderia simplesmente dizer não, tinha que fazer.

Vagando por aí sozinho procurando briga para tentar esquecer sua dor, V. encontra um redutor, mas é baleado no coração e perde os sentidos. Quando acorda, ele se vê num hospital aos cuidados da humana Jane.

Jane cresceu sendo manipulada por seu pai que era muito controlador e desprovido de afetos. Como sua mãe também não fazia nada, sua única alegria era sua irmã mais nova Hannah, mas que acabou morrendo muito cedo.
Jane cresceu e se tornou doutora e foi quem cuidou de V. quando ele foi trazido ao hospital ferido. Sua curiosidade por ele foi grande quando descobriu que seu coração era diferente e começou a desconfiar que ele talvez não fosse normal como qualquer outra pessoa.
Após a cirurgia, Vishous acordou e instantaneamente seus instintos gritaram que Jane era sua, havia um sentimento de posse muito grande. Tanto que quando seus irmãos foram busca-lo no hospital, ele exigiu que trouxessem Jane também.

Na mansão, Jane se torna “prisioneira” porque V. não quer deixa-la ir, e para sua tristeza, ele nota que o sentimento não é recíproco.
Jane não gostou nem um pouco de ter sido trazida até ali contra sua vontade, embora não consegue deixar de se sentir fascinada por tomar conhecimento que os vampiros existem e quer estuda-los a fundo.

A relação entre o casal é construída bem lentamente ao longo da história porque a paixão não é fatal e instantânea por parte de Jane. Mas Vishous, sendo apenas ele mesmo, vai conseguir pouco a pouco conquistar o coração dela.
Até tudo desandar completamente...

Phury aparece bastante na história, embora não seja o foco principal.
Ele continua sofrendo muito por amar Bella, mas ela não só ama seu irmão gêmeo Zsadist, como também está grávida dele. Muito embora Bella não consiga deixar de se preocupar com Phury.
Ele fuma bastante a fumaça vermelha, é o que mais fuma dentre os guerreiros para tentar se acalmar e não pensar tanto na dor que sente de amor não correspondido. E não quer saber de outras fêmeas de jeito nenhum.

John continua indo às aulas da Irmandade para aprender a lutar e manusear armas e adagas. Continua sentindo a falta de Tohrment que foi como um pai para ele, e também de Darius, seu pai que nunca conheceu.
Seus dois melhores amigos, Qhuinn e Blaylock (Blay), passam pela transição, e para piorar, seu inimigo Lash também (um garoto da sala que sempre implicou com John). E ele se sente o mais atrasado de todos, mas isso só até finalmente acontecer com ele também e John acaba ganhando um corpo forte e desenvolvido, embora no começo se sinta desajeitado e desengonçado por seus novos músculos e tamanho.

Cormia é a escolhida selecionada para ser a primeira a ficar com o Primale. Como nunca tinha visto um macho na vida antes, por não saber o que esperar e por se permitir ter ideias próprias, ela fica aterrorizada com o desconhecido e não quer isso de jeito nenhum, mas ela não tem escolha, está sendo obrigada a isso.

E nesse livro não temos nenhuma participação de algum redutor bolando algum plano desde que o Redutor Principal, o Senhor X, morreu no livro anterior.


De todos os livros da série que li até aqui, esse foi o que menos gostei. Achei “mais ou menos”, por isso resolvi dar só duas estrelas.

Achei muita enrolação para contar a história de Vishous e Jane (embora tenha gostado dos dois como personagem).
E não me convenceu a Jane quando começou a gostar dele, sendo que no começo ela estava furiosa por ter sido raptada, mesmo sabendo que seria libertada assim que terminasse de cuidar dele.
Uma hora ela não queria saber dele, e na outra estava caindo de amores.

Mas o pior mesmo foi o final. Tudo começou a ficar interessante, o que me fez pensar que talvez o livro ainda tivesse salvação, mas de repente tudo terminou e os personagens se conformaram com as coisas como ficaram.
EU não consegui me conformar. Como assim o Vishous e a Jane vão ter que viver daquele jeito e estão bem com isso? Pra mim não parece certo, não parece que eles estão realmente juntos.

E embora eu goste de histórias paralelas num livro para que a história principal não fique cansativa, eu achei que elas tiveram uma atenção mais do que deviam.
Não é a história do Phury, do John ou da Cormia, mas eles apareceram demais pra quem devia ser personagem secundário.
A autora não soube separar o que é história principal e o que é história secundária.

Enfim, não estou completamente satisfeita, mas vou ter que aceitar como as coisas ficaram, igual o Vishous e a Jane fizeram.
Espero que o próximo livro seja melhor.


A Série:

Black Dagger Brotherhood
1. Dark Lover (2005) – Amante Sombrio
2. Lover Eternal (2006) – Amante Eterno
3. Lover Awakened (2006) – Amante Desperto
4. Lover Revealed (2007) – Amante Revelado
5. Lover Unbound (2007) – Amante Liberto
6. Lover Enshrined (2008) – Amante Consagrado
7. Lover Avenged (2009) – Amante Vingado
8. Lover Mine (2010) – Amante Meu
9. Lover Unleashed (2011) – Amante Libertada
10. Lover Reborn (2012) – Amante Renascido
11. Lover At Last (2013) – Amante Finalmente
12. The King (2014)
Bônus: The Black Dagger Brotherhood: An Insider's Guide (2008) – Irmandade da Adaga Negra: Guia Oficial da Série


Follow Me:

Um comentário:

  1. Oi Renata, nossa esse é um dos livros dessa série que mais odeio tbm. A situação da Jane e do V é ridícula para dizer o mínimo. Odiei em todos os sentindos!

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo