[Blogagem Coletiva] Discos da minha vida

sexta-feira, 18 de abril de 2014
Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Achei difícil esse tema porque eu devo ser a única pessoa no mundo que nunca foi colecionadora de discos e CDs.
Para falar a verdade, eu não me lembro muito bem o que eu curtia antes dos meus 18 anos, que foi quando eu mudei de casa e fui morar mais perto do meu tio que é apaixonado por Beatles e outras bandas de rock, e foi com ele que fui conhecer essa variedade que existe por aí.

Mas nesse post vão só os CDs que eu curti antes dos 18 anos, na minha infância e adolescência.
O que eu curtia era só uma música ou outra de algum cantor e banda, mas não o CD ou disco inteiro.


Legião Urbana / Renato Russo


1. Legião Urbana / 2. Dois / 3. Que País É Este / 4. As Quatro Estações / 5. V / 6. O Descobrimento do Brasil / 7. A Tempestade / 8. O Último Solo / 9. Equilíbrio Distante / 10. Renato Russo Presente

Quando eu digo que meus pais tiveram TODOS os CDs listados acima, eu juro que não estou brincando. Eles realmente tiveram todos esses. Sempre foram muitos fãs mesmo da banda Legião Urbana e do Renato Russo, faziam questão de comprar todos os CDs que conseguiam colocar as mãos. Nunca tiveram todos os CDs lançados, mas chegaram perto.

Começaram colecionando os discos de vinil (que temos aqui em casa até hoje), mas depois, nos anos 90, começam a comprar os CDs, mesmo os dos discos que eles já tinham.

Para se ter uma ideia, eles eram tão fãs do Renato Russo, que resolveram dar esse nome ao primeiro filho deles, ou seja, eu. Se nascesse menino, seria Renato, e se nascesse menina, seria Renata. Foi daí que veio o meu nome.

E como era de se esperar, de tantas vezes que eles ouviam esses CDs, eu também acabei adorando cada um deles e passei a ouvir direto com eles. Até hoje sei de cor todas as músicas existentes e meu amor por essas músicas não diminuiu nem um pouco com o tempo, eu não consigo enjoar, as músicas são maravilhosas demais. E não sou só eu, minhas duas irmãs mais novas também são loucas por tudo isso.

Xuxa


1. Xou da Xuxa / 2. Xegundo Xou da Xuxa / 3. Xou da Xuxa 3 / 4. Tô de Bem com a Vida

Quem não era apaixonada pela Xuxa, não é verdade? Simplesmente fez a minha infância. Eu não cheguei a ter os discos ou CDs dela, mas minhas primas mais velhas tinham, então eu e todas as outras primas (e às vezes os primos) costumávamos ir na casa delas para passarmos horas cantando e dançando todas as músicas. Era muito divertido.

No meu aniversário de 1 anos tocou praticamente só Xuxa, e eu vi no vídeo as primas dançando junto com minhas tias mais novas. Fez muito sucesso mesmo.

Enya


1. Paint the Sky with Stars

Talvez muitos de vocês não conheçam a Enya, mas meus pais tinham esse CD que costumavam ouvir muito, e claro que eu acabei sendo influenciada também. Não chegamos a ser fãs dela tanto assim a ponto de comprar todos os CDs, mas meus pais compraram esse CD dela com as coletâneas de maiores sucessos dos primeiros álbuns que acabou sendo ouvido várias e várias vezes aqui em casa.

Minha irmã mais nova e eu costumávamos dar grandes festas para nossos bichinhos de pelúcia ao som de Enya, até mesmo casamentos entre eles. Estão todos casados até hoje. Hahaha
É que as músicas são muito intensas, trilha sonora perfeita de grandes acontecimentos.

Spice Girls


1. Spice / 2. Spiceworld

Também fez muito sucesso nos anos 90, e claro que eu não podia ficar de fora. Quem nunca se juntou com as amigas ou primas e cada uma escolheu ser uma Spice Girl para fazer algum “show” para a família?

Eu queria ser a Emma, achava justo porque eu era a única loira entre minhas primas, mas uma prima minha também queria ser ela, brigávamos por causa disso. As outras primas me convenceram então a ser a Geri, dizendo que ela era mais legal, mais divertida e era ruiva. Apesar de não parecer muito com a Geri, acabei indo na onda das primas e aceitei.

É o Tchan


1. Na Cabeça e Na Cintura / 2. É o Tchan do Brasil / 3. É o Tchan no Hawaí / 4. É o Tchan na Selva

Pois é, quando era criança eu me acabei de dançar É o Tchan. Sempre achei axé muito divertido para dançar, tem passos que devem ser seguidos, de modo que todo mundo fique igual. Pra falar a verdade, até hoje em dia, nas festas em família, alguém coloca algum axé pra dançar.

É o Tchan estourou na década de 90. Apesar das letras serem cheias de malícia, uma criança não entende absolutamente nada do que querem dizer, ela só quer saber de dançar e se divertir na mais pura inocência e ingenuidade. Esse foi o meu caso.

Mamonas Assassinas


1. Mamonas Assassinas

Muita gente curtiu Mamonas Assassinas e eu não fui diferente. As músicas muito divertidas que dava para se jogar de cabeça com os amigos enquanto dança e rir muito. Até hoje eu tenho esse CD e de vez em quando eu ainda escuto. É muito bom.

Rouge


1. Rouge / 2. C’est La Vie / 3. Blá Blá Blá

Aqui começa os CDs que ouvi na adolescência. Eu tinha 11 anos quando foi lançado Rouge, fui uma das que acompanhei todo o programa pela televisão e vi cada uma das cinco meninas serem selecionadas.

Assim como aconteceu com Spice Girls, cada uma das meninas da minha escola queria ser uma quando eu estava na quinta série. Me juntei com outras quatro meninas da sala e eu acabei sendo a Fantini, planejávamos nos apresentar no sarau da escola no final do ano, mas isso não aconteceu desse jeito. No final, todas as meninas da sala dançaram no sarau, ninguém era ninguém e ao mesmo tempo todo mundo era todas.

Britney Spears


1. ...Baby One More Time / 2. Oops!... I Did It Again / 3. Britney / 4. In The Zone

Falando-se apenas da adolescência, esses CDs foram os que eu ouvi de me acabar repetidas vezes, mas a verdade é que eu curto todos os CDs da Britney até hoje lançados, sem exceção.

Não vou ficar falando do meu amor pela Britney porque senão o post ficaria muito maior do que já está, mas preciso falar que ela logo se tornou o meu maior ícone da música pop, o meu maior vício, a que me fazia mais mergulhar profundamente no ritmo contagiante e esquecer completamente o mundo ao meu redor.

Adoro muito pop, e para mim a Britney é a que melhor representa esse estilo. Muitos anos se passaram e o meu amor por ela continua firme e forte. De vez em quando hoje eu ouço os primeiros sucessos dela e ainda costumo pirar com a perfeição do ritmo, das letras, das coreografias, com tudo.

Christina Aguilera


1. Christina Aguilera / 2. Stripped / 3. Back to Basics

Não fui fã da Cristina tanto quanto da Britney, mas como não pirar com o vozeirão dela que deixa todo mundo impressionado? Algumas músicas dela são boas e eu curto até hoje, mas o que costuma me deixar mais impressionada é a voz forte que ela tem. É muito talento para uma pessoa só!

Avril Lavigne


1. Let Go / 2. Under My Skin

Não cheguei a me tornar “adolescente rebelde” igual a Avril quando ela surgiu, pegando a gravata do pai, usando boné e andando por aí de skate, mas gostava bastante das músicas dela. Muitas tarde gostosas, estando no meu quarto sem nada para fazer, só folheando revistas e ouvindo as músicas bem alto.

Evanescence


1. Fallen

E eu que pensava que quem escutava Evanescence era gótico. Hahaha
E na época eu não me considerava gótica, nunca fui disso, sempre fui patricinha demais para isso, mas mesmo assim eu adorava as músicas dessa banda e cantava junto até ficar rouca. Não sei que fim levou o CD que eu tinha, mas antes de sumir, eu copiei as músicas para o meu computador, e depois passei para meu MP4 que ganhei aos 17 anos e estão lá até hoje.


Follow Me:

7 comentários:

  1. É mto legal ver alguns artistas se repetindo entre a galera mais ou menos da mesma geração. Acho mto bacana. Legião marcou bastante pra mim, Mamonas tb. Tempo mto bom!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, deu pra perceber que seu estilo musical é bastante diversificado, amei <3
    Adoro a maioria dos que você citou <3

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Renata.
    Adorei essa postagem, me fez voltar no tempo rsrs.
    Renato Russo me lembra o ginasial, todas as festas da turma tinha que tocar Legião.
    A Xuxa nem me diga, boa parte da minha infância, eu tinha todos os discos.
    Acompanhei Rouge, É o Tchan e claro Mamonas Assassinas que me arrepio até hoje quando ouço suas músicas ou vejo clips.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  4. Nossa, Evanescence, Avril, Enya! <3
    Amei demais e Evanescence escuto até hoje!!
    Adorei o post!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Temos gostos musicais muitooo parecidos, mas tai nunca fui fã de Legião Urbana, sempre gostei das letras do Renato mas nunca mexeu comigo hahahahaha

    Adorei suas escolhas e amo Brit até hoje

    ResponderExcluir
  6. Oi Reh, com certeza os 4 últimos também fizeram parte da minha vida. Na verdade ainda fazem... quem nunca colocou aquele velho CD pra tocar?!

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Hey
    Aii esse post ♥
    Meu pai tinha vários do Legião, esses dia ele colocou pra doação até peguei uns
    Esse último do Renato Russo eu tenho haha

    Da Avril eu tenho o segundo o primeiro tenho 'salvo' em algum lugar hahaha
    Mamonas também tem aqui haha
    Britney tenho terceiro e o quarto, sou loucaaa pra ter a versão física do primeiro, só tenho 'salvo' tb =/

    É o Tchan também dominava aqui HAHAHAHAHA

    bjs
    Nana – Obsession Valley

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo