Resumo do Mês: Novembro de 2013

sábado, 30 de novembro de 2013


Novembro foi um mês de muita correria na faculdade, mas estranhamente eu não fiquei puxando os cabelos e roendo as unhas de ansiedade. Até que eu estava calma e tranquila, considerando a correria que é esse mês.
Eu acho que é porque eu já estou tão cansada da faculdade e quero tanto as férias para dar uma revigorada que eu nem penso em outra coisa, daí fiquei num estado de torpor.

Fiz o provão desse semestre, mas ainda estou esperando o resultado sair.
E também apresentei um projeto onde eu e meu grupo montamos uma dança com o tema Sociedade Vigiada (fomos marionetes) e apresentamos para os professores e o resto da sala. Foi muito bacana, também estou aguardando a nota.

Ainda não foi esse mês que eu voltei às leituras com tudo. Na verdade, eu não li nenhum livro esse mês. As resenhas postadas esse mês eu já tinha prontas há muito tempo. Estou torcendo para que em 2014 eu revigore todas as energias.

Aliás, em 2014 estou pensando em fazer mudanças drásticas nesse blog. Postar muito mais coisas do que apenas as resenhas de livros, estou querendo mudar o template também e até a url estou pensando em trocar. Aguardem!


Resenhas:
Toda Sua (Crossfire #1) – Sylvia Day
A Revolução dos Bichos – George Orwell
Um Olhar de Amor (Os Sullivans [São Francisco] #1) – Bella Andre
O Visconde Que Me Amava (Os Bridgertons #2) – Julia Quinn
Falsa Submissão – Laura Reese

Colunas:

Livros lidos em Novembro: 0

[Aviso #2] MUDANÇA RADICAL

segunda-feira, 25 de novembro de 2013
Olá pessoal!

Esses dias eu andei um pouco desanimada com relação ao blog e isso acabou me fazendo me afastar um pouco dele, sem ânimo para novas postagens.
Eu continuo gostando muito de publicar as resenhas dos livros, mas ultimamente eu venho sentindo uma necessidade cada vez maior de publicar MAIS coisas, e não APENAS resenhas de livros, afinal não é SÓ de livros que eu gosto.

Eu também gosto muito e queria começar a publicar resenhas de filmes, seriados, músicas, poemas, textos, fotografia, moda, viagens culturais, vídeos, minha faculdade, e até mesmo um pequena sessão que seria uma espécie de diário onde eu contaria como foi o meu dia, ou algo do tipo.
Ah! E queria também trocar o layout para algo bem mais simples. Um novo layout é sempre mais animador.
E claro, para combinar com toda essa mudança, até mesmo uma nova url o blog ganharia.

Minha vontade de fazer tudo isso é tanta que eu até já tenho várias coisas prontas na minha cabeça, só esperando serem passadas para o papel.

O que vocês acham disso tudo?

Devo mudar e tornar o blog algo mais diversificado que fala de vários assuntos ou não, ele deve permanecer apenas para postar resenhas de livros?
(caso o "não mudar" vença, então eu criaria um segundo blog para postar todas essas coisas e o Resenhando Books permanece)

A enquete ficará no ar até o dia 15/12/2013 (domingo). Votem mesmo, preciso decidir o futuro do blog.




Falsa Submissão — Laura Reese

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Título original: Topping From Below
Autor: Laura Reese
Editora: Galera Record (Grupo Editorial Record)
Gênero: Assassinato/Hot/Suspense
Ano: 2012
Páginas: 464
ISBN: 8501400785
Lido em: Dezembro de 2012
Nota:
Sinopse: Chicotes, roupas justas de vinil negro, um cachorro dinamarquês. O prazer bizarro do sadomasoquismo não fazia muito sentido para Nora Tibbs, jornalista de uma cidadezinha da Califórnia. Isto até o brutal assassinato da irmã. Obcecada pela ideia de encontrar o criminoso, Nora se deixa conduzir pelo misterioso M. por um mundo de jogos perversos, sem regras ou limites, descobrindo os desejos mais primitivos e sensações antes inimagináveis. Atraída pelo magnetismo excêntrico de M., ela só não desconfia que a morte acompanha seus passos e pode até estar ao seu lado, na cama.
Suspense com altas doses do mais inusitado tipo de erotismo estão em Falsa Submissão, uma história perturbadora que marca a estreia literária da americana Laura Reese.

Sem dúvida nenhuma esse livro foi o mais TENSO que eu já li em toda a minha vida, não esperava que fosse ser tão pesado assim.

É uma boa história de assassinado que te faz se perguntar quem será o assassino que matou a Franny, irmã da protagonista Nora. Confesso que enquanto eu lia, eu desconfiava de todos os personagens, mas acabou me surpreendendo porque o assassino era óbvio demais, coisa que não esperava, e por isso gostei.
O livro não fala apenas de sexo pesado cheio de palavras de baixo calão, como também assassinato e a solidão que pode levar as pessoas a cometerem loucuras, completamente irracionais, sem saber mais distinguir o que é o melhor e o pior para si.
Acho que fiquei com pena, e ao mesmo tempo morrendo de raiva, dos mesmos quatro personagens principais: Nora, Franny, M. e Ian. Não sabia se sentia compaixão por eles ou se os desejava na cadeia. Todos tiveram motivos que explicavam suas ações, embora não as justificasse.

Esse tema pesado não faz muito o meu tipo, está completamente fora da minha zona de conforto, mas preciso reconhecer que a história é muito boa sim, cheia de mistérios que te fazem ficar tão ansioso para descobrir a verdade quanto a Nora.
É um livro que deveria ser lido apenas por maiores de 18 anos.

M. por exemplo nunca deu valor à Franny que era completamente apaixonada por ele, sempre a humilhou e gostava se vê-la sofrer, embora o destino que ele teve, o modo que terminou no livro, tenha me deixado profundamente chocada e não tenho certeza se ele merecia tanto. Era realmente uma pena que ele seja do jeito que é e tenha feito o que fez, porque ele havia se apaixonado pela primeira vez na vida. Ele até começou a se abrir e contar seus temores e fraquezas. Com quantos homens iguais a ele acontece isso? É realmente raro e algo para se dar valor e levar em conta.

Nora é a protagonista que quer fazer de tudo para descobrir quem foi o assassino da sua irmã, e por isso acaba adotando o provérbio de que “os fins justificam os meios”. Quer ver a justiça sendo feita para ter paz de espírito. Ela consegue o que quis, mas a um preço muito alto. A experiência que ela passou a mudou para sempre e nunca mais será a mesma. E ela também não é nenhuma santa para julgar alguém. Eu sei que ela sofreu muito no passado e ninguém a apoiou, mas mesmo assim ela praticamente sempre escolheu o que era mais fácil do que o que era certo, e só foi se dar conta disso quando já era tarde demais.

Franny sempre se sentiu responsável pela morte do irmão caçula, algo que ela carregou consigo pelo resto de sua vida, não importava o que os outros diziam. Ela também sempre foi muito sozinha, não tinha realmente ninguém com quem pudesse conversar e sempre foi muito educada para pedir ajuda para alguém, pois nunca queria incomodar ninguém com seus problemas. Logicamente ela acaba se apaixonando perdidamente e cegamente pela única pessoa que realmente se preocupou em conversar com ela e ouvi-la. A solidão a levou a extremos inimagináveis, deixando-a completamente irracional.

Ian era do tipo que sempre tentou fazer o que era certo, embora tivesse graves recaídas quando chegava ao seu extremo. Era humano o suficiente para reconhecer e se arrepender do erro que cometeu, embora não pudesse se redimir e o estrago já estaria feito.

Também gostei particularmente de um trecho de Nietzsche que a autora coloca no livro e que tem tudo a ver com a história: “Aquele que luta com monstros deve se certificar de que, ao fazê-lo, não se torne um monstro. E quando olhar no fundo do abismo, o abismo também olha no fundo de ti”.


[Selo #1] The Versatile Blogger Award

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Olá pessoal!
Para minha extrema felicidade, fui indicada para o meu primeiro selinho, e por causa disso, apresento a vocês a mais nova coluna do blog: Selo.
Eu nunca tinha sido indicada para nada antes, o que é compreensível, afinal o Resenhando Books não tem nem um ano ainda.

O selo é o The Versatile Blogger Award e quem me indicou foi a Lais Renata do blog No meio dos livros.
Brigadão Lais, beeeijos! ^^

Regras:
  1. Agradecer quem te indicou e colocar o link da postagem;
  2. Escolher 15 blogs com menos de 200 seguidores;
  3. Avisar aos blogs que você indicar;
  4. Escrever 7 coisas que você gosta.
Sete coisas que eu gosto:

O Visconde Que Me Amava — Julia Quinn

quarta-feira, 13 de novembro de 2013
Série: Os Bridgertons #2

Título original: The Viscount Who Loved Me
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance/Histórico
Ano: 2013
Páginas: 304
ISBN: 9788580411973
Lido em: Outubro de 2013
Nota: 
Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

O Visconde Que Me Amava é o segundo livro da série Os Bridgertons, escrito pela Julia Quinn. Mal comecei a acompanhar essa série e já estou adorando. Esses romances históricos são os meus favoritos.

Dessa vez, o livro vai contar a história de Anthony Bridgerton e Katherine (Kate) Sheffield.

Anthony, o primogênito, tem a certeza de que irá morrer jovem, igual aconteceu com seu pai. É um pensamento que ele guarda apenas para si e do qual ninguém conseguiria convencê-lo do contrário. Já está conformado com essa ideia, afinal acredita que não há nada a se fazer, a não ser aceitar.

Após uma vida de boemia e jogos, Anthony finalmente decide que já está na hora de sossegar e se casar, arrumar uma esposa que lhe dê bons herdeiros e que seja forte o suficiente para cuidar dos bebês quando ele se for. Ele está disposto a cortejar Edwina Sheffield, a jovem mais bonita da temporada, mas ele não contava que a irmã mais velha dela, Kate, dificultaria tanto as coisas.

Kate começa a frequentar vários bailes na sua primeira temporada (tardia, aos 21 anos de idade), e embora esteja à procura de um marido, ela não tem grandes esperanças para si. Kate se concentra principalmente em ajudar sua irmã Edwina – que é a sensação da temporada – a escolher um bom marido e assim garantir sua felicidade.

Kate conhece a fama de boêmio de Anthony, por isso está tão disposta a fazer de tudo para afastá-lo de sua irmã, certa de que ele não seria um bom marido para ela. E Anthony não consegue evitar se sentir incomodado com Kate que se mostra uma moça bastante cabeça-dura, embora muito atraente. Mas o que nenhum dos dois esperava é pela reviravolta dos acontecimentos que não lhes deixaram nenhuma outra escolha, a não ser casarem-se um com o outro.


Eu adoro ler essas histórias de casais que não se suportam e vivem arrumando motivos, por mais simples e bobo que seja, pra implicarem um com o outro. Com o tempo vão se descobrindo atraídos um pelo outro, o que vai deixa-los muito confusos já que isso vai contra tudo aquilo que eles acreditavam.

O livro é muito encantador e nos transporta diretamente a todo o charme de Londres no século XIX. Época dos cavalheiros corteses e de damas recatadas (mas algumas com atitudes). Um verdadeiro conto de fadas!


♦ A Série:

The Bridgerton
1. The Duke and I (2000) – O Duque e Eu
2. The Viscount Who Loved Me (2000) O Visconde Que Me Amava
3. An Offer from a Gentleman (2001) – Um Perfeito Cavalheiro
4. Romancing Mr. Bridgerton (2002) – Os Segredos de Colin Bridgerton
5. To Sir Phillip, with Love (2003) – Para Sir Phillip, com amor
6. When He Was Wicked (2004) – O Conde Enfeitiçado
7. It’s in His Kiss (2005) – Um Beijo Inesquecível
8. On the Way to the Wedding (2006) –



Um Olhar de Amor — Bella Andre

sexta-feira, 8 de novembro de 2013
Série: Os Sullivans (São Francisco) #1

Título original: The Look of Love
Autor: Bella Andre
Editora: Novo Conceito
Gênero: Hot/Romance
Ano: 2012
Páginas: 256
ISBN: 9788581631158
Lido em: Outubro de 2012
Nota:
Sinopse: Chloe Peterson está tendo uma noite ruim. Uma noite realmente ruim. O machucado grande em sua bochecha pode provar isso. E quando seu carro patina para fora da estrada molhada em direção a uma vala, ela está convencida de que até o cara maravilhoso que a salvou do meio da tempestade deve ser muito bom para ser verdade. Ou ele é mesmo? Por ser um fotógrafo de sucesso que viaja frequentemente pelo mundo, Chase Sullivan tem seu jeito com mulheres bonitas, e quando ele está em casa, em São Francisco, um de seus sete irmãos normalmente está acordado para começar um pouco de diversão. Chase acha que sua vida é ótima do jeito que está — até a noite que encontra Chloe e seu carro destruído na rodovia Napa Valley. Não apenas nunca tinha conhecido alguém tão adorável, por dentro e por fora, mas como também percebe que ela tem problemas maiores do que seu carro batido. Logo, ele será capaz de mover montanhas por amor — e proteção — a ela, mas ela deixará? Chloe prometeu nunca cometer o erro de confiar em um homem novamente. Mas a cada olhar que Chase lança a ela — e a cada carinho doce e pecaminoso — conforme a atração entre eles sai faísca e esquenta, ela não pode fazer nada a não ser se perguntar se encontrou a única exceção. E apesar de Chase não perceber que sua vida mudaria para sempre em um instante, para melhor, ele não é o único a querer lutar por essa mudança. Ao contrário, ele está se preparando para uma luta... pelo coração de Chloe.

A série Os Sullivans foi escrita pela autora Bella Andre. São oito livros onde cada um contará a história de um dos irmãos Sullivans descobrindo e vivendo o amor.
São histórias românticas que retratam perfeitos cavalheiros e belas damas da atualidade, mas com cenas hot mais sensuais e explícitas.
A história desses oito irmãos se passa em São Francisco, mas ainda haverá primos e outros parentes dos Sullivans que terão sua própria série que se passará em Seattle, The New York e The Mane.

Um Olhar de Amor é o primeiro volume e conta a história do terceiro filho dessa família, Chase Sullivan (32 anos) que trabalha como fotógrafo, conhecendo Chloe Peterson (30 anos) que é costureira e faz principalmente colchas.

A história começa quando Chase está dirigindo a noite numa estrada deserta e chuvosa, ele está voltando da festa de aniversário de 70 anos da mãe e indo para as vinhas Sullivan do qual seu irmão Marcus é dono para uma sessão de quatro dias de fotos com toda uma equipe para uma revista.
No caminho, ele encontra um carro numa vala e uma mulher ali perto, e como um perfeito cavalheiro, ele resolve ajudar. O que ele não contava é que a mulher fosse ser tão bonita, e a atração e o amor são instantâneos.
Chloe não está tendo uma boa noite. Está fugindo de seu ex-marido, tem um hematoma na bochecha e acaba de derrapar com o carro na estrada molhada, indo parar numa vala. Mas seu azar está prestes a mudar quando é socorrida por Chase que a leva para a casa de hóspedes de seu irmão na vinícola para passar uns dias ali.
Apesar de desconfiada, Chloe aos poucos aprende a confiar em Chase quando ele se mostra ser extremamente atencioso e respeita seu espaço.
Chase sabe que deve fazer de tudo para que Chloe se sinta confortável e segura perto dele, e ao mesmo tempo tem esperanças de que ela corresponda seu amor. Quando isso finalmente acontece, os dois se entregam a uma paixão desenfreada com cenas muito sensuais e explícitas.
Mas nem tudo é perfeito na vida do casal, não quando ambos sabem que Chloe precisa confiar em Chase a tal ponto que seja capaz de contar como surgiu o hematoma em sua bochecha.


Assim como a série Cinquenta Tons e Crossfire, a série Os Sullivans eu achei na minha busca por histórias hot. Nem preciso falar que também gostei muito.
Definitivamente essa série passa muito longe da nossa realidade. Hoje em dia quase não existem mais cavalheiros como o Chase de armadura brilhante cuja órbita passou a girar em volta de Chloe a partir do momento em que a viu pela primeira vez, e se ainda existem pessoas assim, são extremamente raras.
E por ser uma espécie quase em extinção, algo que não vemos com facilidade no dia a dia, que nos faz carecer desse tipo de coisa e acabamos lendo essa série como se fosse uma coisa nova, algo de outro mundo, uma coisa perfeita demais.

Não dá pra encaixarmos essa história na nossa vida real e levarmos isso a sério, mas sim simplesmente aproveitarmos de forma despretensiosa e agradável.
Levando tudo isso em conta, o livro é super recomendado, mas apenas para maiores de 18 anos.


♦ A Série:

The Sullivan (San Francisco)
1. The Look of Love (2011) – Um Olhar de Amor
2. From This Moment On (2011) – Por um Momento Apenas
3. Can’t Help Falling In Love (2011) – Não Posso me Apaixonar
4. I Only Have Eyes For You (2012) – Só Tenho Olhos Para Você
5. If You Were Mine (2012) – Se Você Fosse Minha
6. Let Me Be The One (2012) – Quero Ser Seu
7. Come A Little Bit Closer (2012) – ainda não publicado no Brasil
8. Always On My Mind (2013) – ainda não publicado no Brasil
Conto: Kissing Under The Mistletoe (?) – ainda não publicado no Brasil

A Revolução dos Bichos — George Orwell

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Título original: Animal Farm
Autor: George Orwell
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Fábula/Sátira
Ano: 2007
Páginas: 152
ISBN: 9788535909555
Lido em: Outubro de 2013
Nota: 
Sinopse: Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, "A Revolução dos Bichos" é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos - expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História - mimetizam os que estavam em curso na União Soviética. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram A revolução dos bichos a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto. 

Quatro pernas bom, duas pernas ruim!

Fazendo um trabalho para a faculdade sobre Sociedade Vigiada, os professores recomendaram que eu lesse “1984”, do George Orwell. Buscando saber mais sobre esse autor, eu descobri que era dele também o livro A Revolução dos Bichos do qual já tinha ouvido falar, mas não fazia ideia do que se tratava.
Acontece que esse livro foi transformado em filme, e o filme meus professores recomendaram que eu assistisse, e foi o que eu fiz.
Assisti e adorei, achei fenomenal, e minha admiração pela história foi tanta que eu corri para baixar o livro e ler, mesmo sem ser obrigatório.

Tudo começa quando os animais da Granja do Solar, cansados de serem explorados pelos donos, organizam uma revolução e conseguem expulsar os homens da granja.
Todos ficam eufóricos com a ideia de não terem mais donos e passam a trabalhar por conta própria para eles mesmos. O porco Napoleão, por ser o mais bem instruído e ter aprendido a ler, se torna o líder e promete aos outros animais que ele conduzirá a granja ao sucesso.
Surge a ideia de construírem um moinho de vento, a fim de ter luz elétrica na granja, por isso todos os animais se entregam ao trabalho exaustivo e à pouca comida. Trabalhando na esperança de que serão recompensados quando terminarem.
Se torna evidente que Napoleão e os outros porcos tem vivido na melhor das condições após se mudaram para a casa do antigo dono, agora eles dormem em camas e comem a maior parte da comida produzida. Eles alegam que como líderes, precisam estar sempre descansados e bem alimentados para pensarem com clareza nos planos para o progresso da granja, tarefa, segundo eles, que não é nada fácil.
Já os outros animais, como sacrifício em nome do progresso da granja, precisam trabalhar muito e aceitar o pouco alimento e descanso.
Passam-se anos, e os animais nunca deixam de se perguntarem se atualmente estão em situação melhor ou pior de quando tinha os homens como donos, ao invés dos porcos.

Todos os animais são iguais, mas alguns animais são mais iguais do que outros.

O livro é bem curto e contado em forma de fábula para crianças, mas esconde nas estrelinhas uma forte denúncia à Stalin – representado pelo porco Napoleão – e sua maneira de governar a União Soviética.
Na história, percebemos facilmente a crítica direta ao Socialismo Russo, que abrange a tomada ao poder, a polícia, a corrupção e principalmente a mídia (representada pelo porco Garganta, um porco com forte poder de persuasão).
Não é uma crítica ao Socialismo em si, mas sim ao modo com que a União Soviética o aplicou na sociedade, de forma mascarada e corrupta.

Leitura recomendadíssima!

Toda Sua — Sylvia Day

segunda-feira, 4 de novembro de 2013
Série: Crossfire #1

Título original: Bared to You
Autor: Sylvia Day
Editora: Paralela (Companhia das Letras)
Gênero: Romance/Hot
Ano: 2012
Páginas: 280
ISBN: 9788565530118
Lido em: Novembro de 2012
Nota:
Sinopse: Eva Tramell tem 24 anos e – acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela – e provavelmente qualquer outra pessoa – já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer – Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam – o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.

Completamente envolvida pelos romances hot depois de ler a trilogia Cinquenta Tons em novembro de 2012, comecei então a buscar outros livros do mesmo gênero, e por sorte encontrei essa série da Sylvia Day: Crossfire.

Eva Tramell é uma jovem de 24 anos que acaba de se mudar com seu melhor amigo Cary Taylor para Nova York em busca de uma nova vida juntos.
Ela conseguiu um emprego como assistente de Mark Garrity na Waters Field & Leaman, uma das maiores agências de propaganda dos Estados Unidos. É sede da Crossfire Building.
Um dia antes de começar no seu emprego novo, Eva resolve calcular o tempo que levará para ir a pé do seu novo apartamento até seu novo local de trabalho. Uma vez lá, uma mulher deixa cair a bolsa de onde saem rolando várias moedas, e Eva encarecidamente resolve ajudar a pegar tudo.
É nessa hora que aparece Gideon Cross, 28 anos, que é ninguém menos do que o dono da empresa Crossfire, e a atração entre os dois é instantânea e forte.
Nos dias seguintes, quando se encontram ocasionalmente no elevador ou em reuniões, eles não deixam de sentir aquela eletricidade que ocorre sempre que estão juntos. Num belo dia, do nada, Gideon propõem sexo entre eles, e embora Eva recuse no começo por não conhece-lo direito, mais tarde ela não consegue mais resistir e se entrega de corpo e alma ao que vem a ser uma vida sexual bastante intensa.
Tudo seria perfeito se não fossem os traumas do passado que ambos tentam manter guardado no fundo da mente, mas que com o tempo sabem que devem se abrir e contar um para o outro do que se trata. Eva consegue fazer isso, mas Gideon não.

Na história, há também outros personagens que estão lá pra ajudar ou atrapalhar a vida de Eva e Gideon.
Cary, o melhor amigo de Eva, é modelo e bissexual, já levou uma vida muito difícil envolvendo drogas, mas hoje está melhor. Embora tenha começado um relacionamento com Trey que é bom para ele, Cary não consegue deixar de se relacionar com pessoas que não prestam e por isso vive se encontrando também com Tatiana.
A mãe de Eva se chama Monica e é muito protetora com a filha, querendo saber a todo custo todos os passos de Eva. Embora Eva entenda que sua mãe se preocupe por causa do que aconteceu quando ela era pequena, muitas vezes Eva se sente sufocada. Monica dá muita importância ao dinheiro, e foi por isso que ela se separou do pai de Eva, Victor Reys que é policial, para se casar com o rico Richard Stanton.
Os pais de Gideon são Elizabeth (Lizzie) e Christopher (Chris) Vidal e são muito amorosos. Ele ainda tem um irmão do meio, Christopher Jr., que sempre sentiu ciúmes de Gideon e faz de tudo para derrubá-lo, e uma irmã mais nova, Ireland (17 anos) que sempre demonstra não ligar para nada, mas a verdade é que ela admira muito Gideon e gostaria de receber atenção dele.
Mark Garrity é o chefe de Eva, é gay e namora Steven, os dois quando estão juntos são muito engraçados e fazem Eva se divertir muito.
Temos ainda Magdalene Perez que sempre foi amiga de Gideon, mas seu plano é casar-se com ele quando ele tiver finalmente cansado da vida de solteiro e quiser casar-se, e com isso ela conta com a ajuda de Christopher que somente a usa nos seus planos para acabar com seu irmão.
Por fim Magdalene cai na real quando descobre que Christopher nunca ligou para ela esse tempo todo e ela resolve abrir mão de seu plano, ainda mais porque Corinne está de volta à cidade.
Corinne foi noiva de Gideon por mais de um ano e agora está de volta se sentindo abalada por seu casamento com um rico francês não ter dado certo e só tendo Gideon para apoiá-la a passar por esse momento difícil, isso para extremo ciúme de Eva.


Bom, nem preciso falar que gostei horrores desse livro e da série.
Não é nada mais do que uma novela cheia de reviravoltas e acontecimentos com seus momentos de ápice e calmaria. Intrigas e reconciliações entre casais, pessoas que são postas para ajudarem ou atrapalharem a vida de todo mundo.
Não é o tipo de livro que passa nenhuma mensagem que te faça refletir. Ele serve principalmente para você ler sem grandes pretensões, apenas para aproveitar a leitura e se divertir.
Como sempre há inúmeros acontecimentos que podem ser inventados e contados, a autora inicialmente resolveu fazer da história de Eva e Gideon uma trilogia, mas junto com o lançamento do terceiro livro, ela anunciou que a história não terminaria ali, mas sim que haveria ainda um quarto e quinto livro, sendo assim, a série Crossfire.


A Série:

Crossfire
1. Bared to You (2012) – Toda Sua
2. Reflected in You (2012) – Profundamente Sua
3. Entwined with You (2013) – Para Sempre Sua
4. ? (?)
5. ? (?)

Lançamentos: Novembro de 2013

sábado, 2 de novembro de 2013


Arqueiro

Benvirá

Ediouro
(Agir, Nova Fronteira)

Geração Editorial
(Jardim dos Livros)

Globo Livros

Grupo Editorial Record
(Bertrand, Galera Record, Verus)

Gutenberg

Intrínseca

Moderna
(iD)

Novo Conceito

Objetiva
(Suma de Letras)

Planeta do Brasil

Porto
(Sextante)

Rocco

Única

Valentina

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo