Simplesmente Ana — Marina Carvalho

domingo, 18 de agosto de 2013

Título original: Simplesmente Ana
Autor: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Gênero: Literatura Brasileira/Romance
Ano: 2013
Páginas: 304
ISBN: 9788581631554
Lido em: Agosto de 2013
Nota:
Sinopse: Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

Quando eu li a sinopse desse livro, eu achei parecido demais com a série O Diário da Princesa, da Meg Cabot, e já fiquei com um pé atrás. Não porque eu não gosto desse tipo de história de princesas, mas porque achei que parecia uma cópia barata, sem originalidade.
Mesmo assim resolvi dar uma chance e ler. Estou nessa de dar chances para livros nacionais, quem sabe eu não acabava me surpreendendo, igual aconteceu com os livros da Carina Rissi.

Ana é uma jovem de vinte anos que mora em Belo Horizonte, trabalha, faz faculdade, mora com a mãe – nunca conheceu o pai – e leva a sua vida normalmente.
Até o dia em que ela recebe uma mensagem no Facebook de um estranho que diz ser seu pai.
A partir daí sua vida dá uma guinada violenta.

Fica provado que ele é mesmo o seu pai, e não só isso, mas também o rei de um país da Europa chamado Krósvia. Agora ele espera não só que ela vá até aquele país para conhecer, mas também que ela se torne princesa e o mundo inteiro saiba disso.
Ana então embarca para esse novo país onde conhece os empregados do castelo que seu pai mora – e acaba sentindo afinidade por todos eles – conhece também uma tia e primos mais novos que nem sabia que tinha, e principalmente Alex, o filho de seu pai com uma mulher que já havia falecido, ou seja, seu meio-irmão.

Entre a preocupação de ter que lidar com toda aquela pressão de se tornar princesa e dar adeus à sua privacidade, Ana também precisa lidar com questões do coração quando descobre se sentir atraída por Alex, mas o que ela não esperava é que a namorada dele, Laika – “Nome de Cachorro” – está no caminho.

Tudo bem que agora eu estou trabalhando e fazendo faculdade e por isso minhas leituras estão mais lentas, mas demorar duas semanas para ler esse livro pequeno de história simples já é demais.
Minha leitura se arrastou principalmente porque eu não gostei nem um pouco.
Como eu suspeitava, a história é sim uma cópia de O Diário da Princesa. Tudo na vida da Ana é perfeito, não acontece nada demais para colocar um ritmo na história, fiquei realmente entediada.
Sem falar desse fascínio por citar BH e o Brasil O TEMPO INTEIRO na história. Não gosto disso. Não tenho paciência com livros americanos que falam o tempo todo dos EUA, então o mesmo aconteceu com esse que fala toda hora do Brasil.
Tá, já entendi que a personagem é brasileira, não precisa ficar lembrando a cada cinco páginas.

É realmente uma pena que o livro não tenha funcionado pra mim, porque apesar das minhas reservas, eu tinha começado a ler com a mente aberta, aceitando o que poderia vir, disposta a dar uma chance e ser surpreendida.

2 comentários:

  1. Oi Renata!
    Esse livro é um dos primeiros da minha lista de leitura, na verdade, pode ser que ele fique pra mais tarde depois de ler sua resenha.

    Primeiramente, adorei sua resenha, gosto do modo como você escreve.
    E, acho que eu estava esperando MUITO do livro, pelo menos assim posso ler sem tantas expectativas, e se eu gostar, será ótimo.. hehee

    Nunca li O Diário da Princesa (tenho um MEGA pé atrás com a série), então, pelo menos nesse quesito o livro não vai me incomodar.

    Beijos,
    Carol - http://hconcours.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não colocava grandes expectativas, por isso não me surpreendeu e não me decepcionei horrores quando de fato não gostei muito da história.
      Mas quem sabe vc não goste? Não custa nada ler pra conhecer. ^^

      Beijos!

      Excluir

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo