Um gato de rua chamado Bob — James Bowen

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Título original: A Street Cat Named Bob
Autor: James Bowen
Editora: Novo Conceito
Gênero: Amizade/Auto-Biografia/Drama/Fatos reais
Ano: 2013
Páginas: 240
ISBN: 9788581631523
Lido em: Julho de 2013
Nota:
Sinopse: Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).
Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.

Resenha: A história – baseada em fatos reais – se passa entre 2007 e 2009.
Eu estava louca para ler esse livro desde que lançou, afinal eu não só amo essas histórias de animais com seus donos (chorei com Marley & Eu), como também amo gatos, tenho dois em casa, meus bebês, Lylú e Garu (o Garu também é alaranjado igual ao Bob).

James cresceu num lar conturbado, o que o fez se afastar de sua família, viver nas ruas e se tornar um usuário de drogas.
Viveu muitos anos assim até encontrar um Gato alaranjado no corredor do prédio onde mora que estava tão mal quanto ele. Apesar de gozar de poucos recursos, James resolveu cuidar dele, alimentando-o e gastando o que não tinha com remédios.
Após ter recuperado a saúde, várias vezes James pensou que o gato seguiria seu caminho, mas não foi o que aconteceu. O gato grudou em James de tal forma que tornou-se evidente que ele considerava-o como seu dono, e foi assim que ele ganhou o nome Bob.
A partir daí os dois passaram a se ajudar simultaneamente.
Bob tinha alguém que cuidasse dele e o protegesse com unhas e dentes, e James ganhou um companheiro que não só era apenas uma ótima companhia, como também atraía pessoas dispostas a se apaixonarem por Bob e a pagarem por seus shows de violão na rua e nas vendas de revista.
James conseguiu se livrar definitivamente das drogas e a se reconectar com sua família. Tinha certeza que não teria conseguido passar por tudo isso se não fosse por Bob.
Os dois passaram por maus bocados com pessoas dispostas a arrumar encrenca, mas conseguiram passar por tudo isso juntos.
A chegada de Bob em minha vida mudou tudo isso drasticamente. De repente, assumi uma responsabilidade extra. A saúde e a felicidade de outro ser dependiam de mim. (página 85)
Uma verdadeira lição de vida em vários sentidos. Livro recomendadíssimo.
Ele serve muito bem para calar a boca dessas pessoas que dizem que gatos são apenas interesseiros. Já ouvi muito esses comentários. Normalmente eu não ligo, não vale a pena bater boca com gente ignorante assim, eu só consigo sentir pena desse tipo de pessoa que nunca soube aproveitar o quão maravilhosos os gatos são.

É uma maravilhosa história não só para quem gosta de animais, mas também para aqueles que gostam de histórias de superação e de como um leve peso de responsabilidade pode ajudar a restabelecer a vida de um ser humano.
Eu também me perguntava, às vezes, se Bob e eu havíamos nos conhecido em uma vida anterior. A maneira como nos ligamos um ao outro, a conexão instantânea que fizemos, isso era muito incomum. (página 233)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo