Lançamentos Julho/2013: Novo Século

domingo, 21 de julho de 2013


A Filha do Carrasco (Filha do Carrasco #1) – Oliver Pötzsch
Jacob Kuisl sabe como ninguém distinguir um inocente de um culpado. Carrasco de uma pequena cidade da Baviera, está acostumado a torturar criminosos, em busca de confissão, e a executá-los, sempre que necessário. Mas sua capacidade de julgamento é colocada em prova quando a velha parteira da cidade é acusada de crimes horrendos. O carrasco acredita em sua inocência e terá que lidar com segredos outrora muito bem guardados, envolvendo as mais tradicionais – e poderosas – famílias da cidade, numa verdadeira corrida contra o tempo.





BioShock - Rapture – John Shirley
Após a queda de um avião no mar o personagem principal (o jogador) acaba em Rapture, uma cidade construída no fundo do Oceano Atlântico no período da 2ª Guerra Mundial. Ao chegar na metrópole, o jogador recebe uma proposta através de um vídeo. Um cara chamado Atlas propõe ajudá-lo a sair da cidade com tanto que o personagem ajude a salvar a sua família. A partir daí a luta para sobreviver e a busca pelas resposta dos mistérios apresentados, te levam a um jogo em primeira pessoa eletrizante.






Deusa de Troia (Goddess #6) – P.C. Cast
As deusas Hera, Atena e Vênus entraram na Guerra de Troia, presenciando uma devastação sem precedentes. Tudo por causa dos tolos egos masculinos. O pior de tudo é a presença do belo e arrogante Aquiles, o lendário guerreiro grego, cujos poderes o fizeram praticamente indestrutível. Para acabar com a Guerra, elas precisam achar uma maneira de detê-lo. No entanto, a única maneira de cessar sua sede de batalha é encontrar algo que o distraia. Algo muito mais prazeroso que o mero combate...






Gandhi – Jacques Attali
Reconheço que estou totalmente indefeso diante da violência quando ela é feita pelos nossos; e, enquanto ouço falar sobre ela, um médico tomando o meu pulso logo constataria a aceleração dos batimentos cardíacos do meu coração. Tenho necessidade de alguns instantes, consagrados à espera da ajuda de Deus, para que o meu coração recupere um ritmo normal. Sou incapaz de remediar essa debilidade. Eu a alimento. Essa emotividade me permite continuar sendo apto a servir e a guiar, a permanecer humilde e guardar a confiança em Deus. Somente Ele sabe quando estarei suficientemente contrariado e comovido, pelos nossos atos de violência, para que se justifique um jejum temporário ou permanente. É a última arma do satyagrahi contra aqueles a quem se ama. Mahatma Gandhi (1869 - 1948)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo