Entrevista com James Bowen, autor do livro “Um gato de rua chamado Bob”

sábado, 13 de julho de 2013


Entrevista exclusiva da Novo Conceito.
Leia a resenha do livro AQUI.


Autor do best-seller Um Gato de Rua Chamado BobJames Bowen, fala sobre as mudanças que aconteceram em sua vida desde a publicação de seu livro.
Bowen considera-se uma pessoa muito melhor depois de conhecer Bob e afirma que seu gatinho tem a personalidade de uma diva.

Como você percebeu que havia uma química especial entre você e Bob?
Bob e eu nos conectamos muito rapidamente, tão logo que nos conhecemos. Eu tive gatos antes, quando eu era jovem, mas nunca conheci um gato tão inteligente quanto Bob. Ele confiou em mim imediatamente. Quando eu o encontrei ferido no corredor no meu bloco de apartamentos em Londres, ele estava disposto a ir para casa comigo e deixou que eu cuidasse dele. Mas foi quando ele se recusou a ir embora que eu percebi que nós estávamos destinados a ficar juntos.
Eu sempre acreditei no velho ditado de que um gato vai ser seu amigo, mas nunca seu escravo. Acho que ele sabe disso. Ele sabe que eu nunca espero que ele faça qualquer coisa que ele não queira fazer, e é provavelmente por isso que somos grandes companheiros e que temos uma ligação tão especial.

Como você resumiria a personalidade de Bob?
Ele é uma alma única, é muito sábio. Tem uma forma diferente de inteligência. Bob é mais parecido com uma pessoa do que com um gato.

Se perguntarmos ao Bob sobre o tipo de cara que você é, o que ele diria?
Eu gostaria que ele me visse como uma pessoa paciente, amorosa e leal também. Ele ainda está feliz por sair comigo nas ruas e ele se senta calmamente sobre os meus ombros, sem fazer barulho. Então, acho que estou indo bem.

Você já se perguntou se o Bob é um anjo enviado por Deus?
Eu fui criado em torno de cristianismo, mas não sou praticante. Sou um grande fã do budismo e acredito na ideia do carma. Às vezes me pergunto se Bob poderia ter sido enviado para mim como recompensa por alguma coisa boa que eu tenha feito no início da minha vida.

O livro tem sido um enorme sucesso em todo o mundo. Em que você está gastando o dinheiro?
Estou gastando com sabedoria para que eu e Bob possamos ter uma vida mais confortável e para não termos que voltar para as ruas. Já comprei alguns luxos, como um bom computador e uma televisão, mas como eu vivi por muitos anos sem dinheiro algum, não vou desperdiçar agora.

Podemos esperar um filme baseado no livro? Qual ator você gostaria de ver em seu papel?
Sim, há uma conversa sobre um filme, mas é muito cedo para dizer com certeza. Eu gostaria de ver Daniel Radcliffe em meu papel, acho que ele faz um grande trabalho. Quanto à parte de Bob, não há realmente nenhum outro gato que poderia interpretá-lo. Bob tem de ser Bob.

O que você espera do filme?
Espero que ajude a aumentar a conscientização sobre as pessoas sem abrigo e sobre como é difícil trabalhar nas ruas. Espero que ajude as pessoas a entender como os invisíveis moradores de rua realmente são e como as instituições de caridade, como The Big Issue, trabalham para ajudar as pessoas.

Quais são as principais lições que Bob te ensinou?
Ele me ensinou sobre amizade, lealdade, coragem e sobrevivência e ainda tem me ensinado sobre responsabilidade. Mas a lição mais importante que ele me ensinou foi sobre altruísmo. Por muito tempo, quando eu era um viciado em drogas vivendo nas ruas, a minha própria sobrevivência era tudo que eu conseguia pensar. Bob me ensinou a ter responsabilidade para com uma outra criatura e isso me fez uma pessoa melhor. Eu queria que o livro conseguisse mostrar todas essas coisas de uma forma divertida e calorosa.

Qual é a sua mensagem para aqueles que se encontram em uma situação desesperadora, como a que você enfrentou antes de conhecer Bob?
Se você estiver enfrentando o tipo de problema que eu enfrentei quando eu era sem-teto e um viciado, meu principal conselho é que você deve buscar ajuda. Se você está se sentindo para baixo e precisando de apoio, vá atrás dessa ajuda. A outra coisa importante é nunca perder a esperança. Como eu descobri, onde há vida, há esperança, mesmo em seus momentos mais difíceis.

Como você vê a sua vida no futuro? Quais são os seus planos concretos?
Nossa vida mudou muito no último ano e tantas coisas inesperadas aconteceram para nós que eu não consigo fazer previsões. Estamos apenas recebendo cada dia como ele vem.

Você sabe que Bob tem consciência de seu novo status como uma celebridade conhecida internacionalmente?
Eu definitivamente acho que ele sabe que algo está acontecendo. Ele se tornou muito mais exigente. Ele tem um pouco de diva às vezes! Bob ama receber atenção. Sempre que alguém diz “olá”, ele retribui com carinho. Ele retribui o amor, não há dúvida.

2 comentários:

  1. Que linda entrevista! Sim Bob tem de ser Bob, e seria muito bom se tivesse um filme mesmo, que bom que há essa conversa hahahaa
    Eu tbm quando li, percebi q bob se parecia mto mais com uma pessoa que com um gato, ele é ótimo!!!!
    Amei o livro, e essa entrevista confirmou o quão humilde, simpático o autor é! E Bob. bem ele é maravilhoso!!
    Bjs
    Daiane
    nouniversodaliteratura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que eles não deveriam demorar tantos anos assim pra bolar um filme, pq infelizmente os gatos não vivem taaaanto assim e o Bob PRECISA interpretar ele mesmo no filme. hahaha
      E não veria problemas se o James tbm interpretasse ele mesmo.

      Beijos!

      Excluir

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo