[Literatura] A Seleção — Kiera Cass

segunda-feira, 3 de junho de 2013
Trilogia: A Seleção #1


Título original: The Selection
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte (Companhia das Letras)
Gênero: Distopia, Ficção, Romance

Ano: 2012
Páginas: 360
ISBN: 9788565765015
Lido em: Junho de 2013
Nota: 
Sinopse: Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

America Singer é uma menina que, quando completa dezessete anos, é convidada pela família real a participar d’A Seleção: uma concorrência onde trinta e cinco meninas seriam sorteadas para passarem um tempo no palácio real, e apenas uma delas seria escolhida pelo príncipe para se tornar sua esposa, e assim, princesa e futura rainha de Illéa.
Maxon Schreave é o príncipe que recebe todas essas convidadas em seu palácio e começa a passar os próximos dias com cada uma das meninas para conhecê-las melhor, e sempre que alguma delas fazem algo que vai contra as regras, ou ele sente que não são compatíveis, elas são eliminadas e mandadas de volta para casa.
America não queria participar, mas foi convencida pela mãe (que já não aguentava mais viver na miséria) e pelo namorado Aspen Leger (que dizia que passaria o resto da sua vida se perguntando se ela teria sido selecionada ou não, caso não se inscrevesse).
Decidida a não permitir que sua família passasse fome e depois de Aspen ter terminado com ela, America entra na competição e acaba sendo sorteada.
Ela não acreditava que terminaria como esposa do príncipe, mas colocou-se à disposição dele como amiga para ajudá-lo a escolher a esposa certa, dentre as concorrentes, mas o que ela não esperava era que sua amizade com ele poderia vir a se tornar algo mais. E que isso poderia ser dificultado com a volta de alguém à sua vida.


Eu ouvi falar muito na série A Seleção, da Kiera Cass, então logicamente eu tive que baixar a série, mas não tinha me animado muito a ler. Então um dia em que eu fui na Livraria Cultura (01/06/13) eu vi esse livro na prateleira e resolvi começar a ler, afinal eu normalmente fico animada para ler determinado livro quando ele é físico, e não pelo computador.
Comecei a ler na livraria e terminei em casa, pelo computador. Tudo no mesmo dia!

Logo de cara eu não consegui evitar comparar com Jogos Vorazes, achei parecido demais, uma leve cópia. Mas estranhamente isso não me aborreceu, afinal eu gostei muito da história de Jogos Vorazes, então gostei desse mundo futurístico em que os países já não são mais os mesmos, e a população é reprimida pelo governo e passa fome, e que há aquela personagem que não sabe, mas é muito forte e com capacidade de vencer qualquer concorrente.

Apesar de ter gostado da história, eu achei ela um pouco fraca. Acho que a autora poderia ter desenvolvido muito mais se quisesse, acrescentado mais detalhes, criado mais coisas. Ela ficou muito no básico, ficou uma história bem simples. Foi por isso que dei quatro estrelas.
Mas nada disso me desanima com relação à essa história, tanto que li em apenas algumas horas, por isso eu recomendo.


Curiosidade: Os direitos da trilogia de livros foram comprados pela The CW em 2012. A história se tornaria uma série, onde Aimee Teegarden foi escalada como a protagonista America, assim como William Moseley como Aspen e Ethan Peck como Maxon. Mais tarde o piloto da série fora rejeitado. Logo em seguida, a CW ordenou a gravação de outro piloto com um elenco completamente novo, mas o piloto fora rejeitado novamente. Os direitos da série retornaram para a autora Keira Cass.


♦ A Trilogia:

Selection
1. The Selection (2012) – A Seleção
2. The Elite (2013) – A Elite
3. The One (2014) – A Escolha
Bônus: The Prince (2013) – O Príncipe
Bônus: The Guard (2014) – ainda não publicado no Brasil

6 comentários:

  1. Oi Renata!
    Acabo de conhecer teu blog e adorei, seguindo ;]
    Bom, quanto a resenha, eu estou doida para ler esse livro, mas ainda não tinha lido uma resenha dele até que encontrei a sua. Por ser distopia acho que vou amar a história, mas não sabia que se passava num país controlado pelo governo e que sofre de miséria...acho que isso abaixaria um ponto meu também, mas nada que um bom enredo e uma boa escrita não compensem. Costumo acabar comparando também, não por vontade porque odeio comparar as histórias, mas sempre me vejo comparando uma com a outra, acontece que comparei Divergente, quando estava no início da leitura, com Jogos Vorazes, mas vi que era completamente diferente. Acho que ocorreu por causa do gênero ser o mesmo ahaha
    Ótima resenha, sucesso com o blog ;]
    Beijos e uma ótima semana ;]

    http://mydearbookcase.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thamires! o/
      Apesar da população nesse país (que é o antigo EUA) sofrer de miséria e ser controlada pelo governo, o livro não foca apenas nisso. ^^
      E muito obrigada pelo carinho, viu! São comentários assim que me fazem ganhar o meu dia. hahaha

      Bjus!

      Excluir
  2. Oi Renata,

    Eu estou simplesmente LOUCA para ler A Seleção, eu até tive a oportunidade de comprar o livro 1 e 2 por 26 no submarino, mas aí cadê a grana?

    Achei a ideia genial e super original. Mas com você dizendo que há uma semelhança com JV me desanimou, pq assim (talvez seja a única) eu não curti JV =~~ rs
    Fiquei sabendo que foi cancelado mesmo os pilotos da série, que pena. =(

    Beijos

    Ana
    www.euleitora.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também pretendo comprar algum dia essa série assim que abaixar o preço, vale muito a pena. ^^
      E por mais parecido que seja com JV, só vai até certo ponto, depois cada história segue a sua linha diferenciada uma da outra. Vale a pena conhecer.
      Super chateada que não vai ter a série, eu ia amar. =(
      Mas quem sabe algum dia, né. Não percamos as esperanças. haha

      Bjus!

      Excluir
  3. Ah essa capa é tão linda.
    Eu queria tanto que o dia tivesse mais de 24h pra eu poder dar conta de tudo que tenho vontade de ler.
    É sério que você comparou com JV? Eu não me agradei muito da premissa, espero que eu desanime de A Seleção.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paty! o/
      Como ultimamente eu tenho uma folga da faculdade, eu tenho lido vários livros como se não houvesse o amanhã e tem sido maravilhoso. hahaha

      Achei esse livro muito parecido com JV, mas isso só até certo ponto, depois as duas histórias se diferenciam uma da outra.

      Beijos!

      Excluir

Muito obrigada pela visita!
Se deixar seu blog/site junto com seu comentário, terei o maior prazer em retribuir a visita. ^^

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Livro de Memórias, por Renata Carvalho | Blog no ar desde 03.05.2013 | Versão 2.2 no ar desde 01.01.2014 | Topo